Alentejo | Roteiro de Viagem | Visitar Alentejo

O ALENTEJO, a maior região do país, estende-se além Tejo por uma vasta área do território português até ao Algarve, entre o Atlântico (a oeste) e Espanha (a leste).
Rural e pouco povoada, com um valioso património histórico, arqueológico, arquitetónico, monumental, cultural e uma extraordinária riqueza e diversidade paisagística, florística, faunística, enogastronómica, de usos e costumes, artes e ofícios, o ALENTEJO tem conquistado a atenção de organizações como a UNESCO e o interesse crescente dos turistas de todo o mundo.

Regiao_Alentejo

Sobre o ALENTEJO

Área superior a 30.000 km2 (cerca de 1/3 do território continental); População estimada de pouco mais de 700.000 habitantes; densidade populacional de cerca de 22 hab/km2
Possui um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano que mede a qualidade de vida dos cidadãos) muito elevado, mas abaixo da média nacional
O ALENTEJO é uma das regiões mais seguras de Portugal e a que possui a mais baixa taxa de criminalidade do país
Acolhe o maior reservatório artificial de água da Europa Ocidental, no Alqueva, e uma das maiores centrais de energia solar fotovoltaica, na Amareleja (Moura)
Em 2010, 2011, 2012 e 2013, conquistou o galardão de melhor região de turismo em Portugal; em 2014, o título de “Melhor Região Vinícola a Visitar” e de melhores praias da Europa

Coro_Alentejano_obra
Coro Alentejano, escultura de José Simão, Grândola

ALENTEJO: Classificações UNESCO

PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL DA HUMANIDADE:
♦ Cante
♦ Fabrico de Chocalhos
♦ Figurado em Barro de Estremoz

PATRIMÓNIO MUNDIAL:
♦ Centro histórico de ÉVORA, cidade-museu
♦ ELVAS, cidade-quartel, a maior fortaleza abaluartada do mundo

RESERVA DA BIOSFERA:
Castro Verde: 1ª Reserva da Biosfera a sul do Tejo e 11ª em Portugal

ALENTEJO: Rotas Culturais

♦  Rota do MEGALITISMO: Menires e Dolmens do Neolítico e do Calcolítico
♦  Rota de FORTES e FORTIFICAÇÕES: Uma viagem pela arquitetura militar ao tempo das Conquistas
♦  Rota do BARROCO: A descoberta de uma Arquitetura Chã, ou simples, do barroco alentejano
♦ Rota TONS DE MÁRMORE: o mármore alentejano em Alandroal, Borba, Estremoz, Sousel, Vila Viçosa
♦ Rota da CULTURA AVIEIRA: As Bateiras e as artes da pesca fluvial nas margens do Tejo e do Sado
♦ Rota do PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL: Cante Alentejano; Manufatura dos Chocalhos; Figurado em Barro de Estremoz; Arte da Falcoaria

Crato_Anta_Tapadao
Anta do Tapadão, Crato

ALENTEJO: Áreas Protegidas

♦  Reserva Natural do Estuário do Sado
♦ Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha
♦  Parque Natural da Serra de São Mamede
♦  Parque Natural do Vale do Guadiana
Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

ALENTEJO: Parques Temáticos

♦ BADOCA SAFARI PARK, Herdade da Badoca, Vila Nova de Santo André
♦ FLUVIÁRIO DE MORA, Parque Ecológico do Gameiro, Cabeção, Mora
♦  RESERVA ANIMAL MONTE SELVAGEM, Monte do Azinhal, Lavre, Montemor-o-Novo

ALENTEJO: Termas

♦ FADAGOSA DE NISA, em Nisa: tratamento de problemas reumáticos e respiratórios
♦ TERMAS DA SULFÚREA, Cabeço de Vide: Aparelho respiratório, reumatismo, músculo-esquelético, pele

CARTA GASTRONÓMICA DO ALENTEJO

A Carta Gastronómica do Alentejo, é uma recolha exaustiva das receitas tradicionais dos territórios rurais alentejanos que consistiu essencialmente na inventariação das especialidades gastronómicas do ALENTEJO, dos ingredientes e dos modos de confeção regionais.
Um trabalho coordenado pela Confraria Gastronómica do Alentejo em parceria com a Entidade Regional de Turismo, que é um excelente contributo para a “valorização do património cultural do Alentejo, através da promoção da gastronomia enquanto marca distintiva da região”:

Click to access carta-gastronomica-do-alentejo.pdf

ROTA DOS VINHOS DO ALENTEJO

São mais de sete dezenas de Adegas, Cooperativas, Casas e Sociedades Agrícolas, Fundações, Herdades, Quintas, Montes espalhados pelos concelhos de Alvito, Avis, Arraiolos, Alandroal, Beja, Borba, Campo Maior, Cuba, Estremoz, Évora, Ferreira do Alentejo, Fronteira, Mértola, Monforte, Montemor-o-Novo, Moura, Ponte de Sor, Portalegre, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Serpa, Sousel, Vendas Novas e Vidigueira, responsáveis pela produção e comercialização de excelentes vinhos com o selo de qualidade do ALENTEJO.
Um vasto roteiro para percorrer e degustar com moderação.


ALENTEJO: Roteiro

ALENTEJO: Como Chegar

♦  De Avião:  Aeroportos de Lisboa, Faro e Beja
♦  De Barco:  Portos de Cruzeiro de Lisboa e Faro
♦  Principais Eixos Viários: A2/IP2/IC1/EN2/EN120/EN122;
Eixo Viário Internacional: N431 (Huelva, Espanha) / A22 (Via do Infante, Portugal)


ALENTEJO: Que Ver

1. Alto ALENTEJO

Alter do Chão
Arronches
Avis
Campo Maior
Castelo de Vide
Crato
Elvas
Fronteira
Gavião
Marvão
Monforte
Nisa
Ponte de Sor
Portalegre
Sousel
Arronches_Esperanca
Nisa_Conhal_Arneiro
Conhal do Arneiro, Santana, Nisa

Na sub-região mais a norte da região do ALENTEJO, destacam-se: Portalegre, a capital do Alto Alentejo; a Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações (nome inscrito na lista do Património Mundial UNESCO), compreendendo o castelo, a praça-forte e as muralhas da cidade, o Aqueduto da Amoreira, os Fortes de N. S. da Graça e de Santa Luzia e os Fortins de S. Mamede, S. Pedro e S. Domingos; o Parque Natural da Serra de São Mamede (PNSSM), abrangendo os concelhos de Arronches, Castelo de Vide, Marvão e Portalegre; as barragens de Montargil e Maranhão; a albufeira do Caia.

Posts sobre o Alto ALENTEJO:

==> Serra S. Mamede | Parque Natural | Visitar PNSSM
==> Monforte | Que Ver e Fazer | Visitar Monforte

2. ALENTEJO Central

Alandroal
Arraiolos
Borba
Estremoz
Évora
Montemor-o-Novo
Mora
Mourão
Portel
Redondo
Reguengos de Monsaraz
Vendas Novas
Viana do Alentejo
Vila Viçosa
Alandroal_artesanato
Artesão, Alandroal
Vimieiro_Ermida_S_Antonio
Ermida de Santo António, Vimieiro, Arraiolos

Na sub-região do ALENTEJO Central, destaque para: Évora, tida como a capital do ALENTEJO, a única cidade portuguesa membro da Rede de Cidade Europeias mais Antigas, cujo centro histórico é Património Mundial UNESCO; o artesanato, do alandro(al) aos tapetes de Arraiolos; o Figurado em Barro de Estremoz e o Fabrico de Chocalhos, nomeadamente em Estremoz, Reguengos de Monsaraz e Viana do Alentejo, ambos classificados Património Cultural Imaterial da Humanidade; as fortificações de Alandroal, Terena, Juromenha ou Evoramonte; a vila medieval de Monsaraz; o Fluviário de Mora; os mármores de Borba e Vila Viçosa; o Paço Ducal de Vila Viçosa; a praia fluvial de Mourão; o Grande Lago da Barragem do Alqueva.

Posts sobre o ALENTEJO Central:

==> Alandroal | Que Ver e Fazer | Visitar Alandroal
==> Terena | Que Ver e Fazer | Visitar Terena
==> Evoramonte: Estremoz | Que Ver e Fazer
==> Évora | Que Ver e Fazer | Visitar Évora
==> Mourão | Que Ver e Fazer | Visitar Mourão
==> Redondo | Que Ver e Fazer | Visitar Redondo
==> Monsaraz | Que Ver e Fazer | Visitar Monsaraz
==> Vila Viçosa | Que Ver e Fazer | Visitar Vila Viçosa
==> Alqueva | O Grande Lago | Visitar Alqueva

3. Baixo ALENTEJO

Aljustrel
Almodôvar
Alvito
Barrancos
Beja
Castro Verde
Cuba
Ferreira do Alentejo
Mértola
Moura
Ourique
Serpa
Vidigueira
Porta_cidade_Serpa
Castelo de Serpa
Torre_Relogio_Vidigueira
Vidigueira. Torre do Relógio

O Baixo ALENTEJO, entre o ALENTEJO Central (a norte) e o ALENTEJO Litoral (a oeste), encosta na região do Algarve (a sul), tendo a Serra do Caldeirão, que se prolonga para Almodôvar, como parte da fronteira natural entre as duas regiões. Referência ainda para o Parque de Natureza de Noudar, em Barrancos; a Reserva da Biosfera de Castro Verde, a única a sul do Tejo; o Parque Natural do Vale do Guadiana, abrangendo os concelhos de Mértola e Serpa; o Pulo do Lobo; o azeite de Moura; o vinho de talha da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito; a albufeira e praia fluvial da barragem de Odivelas, em Ferreira do Alentejo.

Posts sobre o Baixo ALENTEJO:

==> Noudar | Parque de Natureza | Barrancos
==> Castro Verde | Reserva da Biosfera
==> Moura | Que Ver e Fazer | Visitar Moura
==> Vale do Guadiana | Parque Natural | Guadiana
==> Serra do Caldeirão | Entre Alentejo e Algarve

4. ALENTEJO Litoral

Alcácer do Sal
Grândola
Sines
Odemira
Santiago do Cacém
Rio-Mira-Estuario
Odemira. Vila Nova de Milfontes. Estuário do rio Mira
Cercal_Alentejo_chamine
Chaminé, Cercal do Alentejo, Santiago do Cacém

A sub-região do ALENTEJO Litoral integra a totalidade do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV), que abrange todo o litoral a sul de São Torpes, em Sines. Representa quase metade da oferta turística da região, muito em razão dos seus mais de 140 km de praias de reconhecida qualidade, referenciadas como das melhores da Europa, como Tróia, Comporta, Almograve, Malhão, Melides, São Torpes, Ilha do Pessegueiro, Porto Covo, Vila Nova de Milfontes ou Zambujeira do Mar.
É também no ALENTEJO Litoral que se situam duas importantes áreas protegidas: Reserva Natural do Estuário do Sado, em Alcácer do Sal; e, Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha, em Santiago do Cacém.


Posts sobre ALENTEJO Litoral:

==> SW Alentejano e Costa Vicentina | PNSACV

ALENTEJO: Que Fazer

As quatro sub-regiões do ALENTEJO, e os concelhos que as compõem, possuem uma vasta oferta de atividades de entretenimento e lazer, baseadas sobretudo no contacto com a Natureza e nos produtos e serviços característicos da região, que formam a sua identidade e se organizam como marca diferenciadora.

Elvas_Albufeira_Caia
Albufeira do rio Caia, Elvas
Rio_Guadiana
Desportos Náuticos no rio Guadiana

Podemos escolher percorrer o ALENTEJO, do Alto ao Baixo, do Litoral ao Central, ao longo das suas inúmeras rotas, de carro. Mas também, a pé, ao longo dos muitos trilhos pedestres homologados e devidamente sinalizados.
Pescar e praticar desportos náuticos nos grandes rios: Tejo, Sado, Guadiana; nas albufeiras: de Montargil, do Maranhão, de Odivelas, do Caia; do Alqueva; no oceano Atlântico.
Passear pelos Parques Naturais e Temáticos, em contacto com a sua fauna e flora, rica e diversificada.
Tomar banhos de sol e de mar nas praias fluviais ou nas fantásticas praias do Sudoeste Alentejano.
E descansar num barco-casa no Alqueva, navegando sob a luz das estrelas.

⇑ Topo

Outros Roteiros: 
==> DOURO Vinhateiro | Visitar Douro
==> AÇORES: Roteiro de Viagem | Visitar Açores 
==> MADEIRA: Roteiro de Viagem |Visitar Madeira 
==> MALTA: Roteiro de Viagem | Visitar Malta 
==> LONDRES: Roteiro de Viagem | Visitar Londres 
==> ESCÓCIA: Roteiro de Viagem | Visitar Escócia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: