Alandroal | Que Ver e Fazer | Visitar Alandroal

ALANDROAL é um município alentejano pertencente ao distrito de Évora, de cuja sede dista cerca de 45 km, sendo delimitado, a norte, por Elvas e Vila Viçosa; a oeste, por Redondo; a sul, por Reguengos de Monsaraz e Mourão; e, a este, por Olivença e Espanha.
Deve o seu nome à existência, no passado, de grandes matas de alandros (ou aloendros), que continuam a colorir a paisagem da região.

Castelo_Alandroal

Protegendo a fronteira ao longo da linha do Guadiana, os castelos de Juromenha, Terena e ALANDROAL formam as sentinelas do património histórico e constituem referências incontornáveis para o visitante.

OUTRAS SUGESTÕES:
>> MONSARAZ | Que Ver e Fazer
>> MOURÃO | Que Ver e Fazer
>> MOURA | Que Ver e Fazer
>> ALQUEVA | O Grande Lago
>> VALE DO GUADIANA | Parque Natural
>> NOUDAR | Parque de Natureza | Barrancos
>> SW Alentejano e Costa Vicentina | PNSACV
>> SERRA DO CALDEIRÃO | Entre Alentejo e Algarve

ALANDROAL: Roteiro

ALANDROAL: Como Chegar

♦  A partir de Évora, 45 km/0h35m – pela EN254, depois EN373 e, finalmente, EN255 até ALANDROAL;
♦  A partir de Lisboa, 195 km/1h50m – pela A2 (Ponte 25 de Abril) ou pela A12 (Ponte Vasco da Gama), depois pela A6, saindo nesta para a EN114 em direção a Évora; depois, EN254/EN373/EN255;
♦  a partir de Faro, 261 km/2h50m – pela A22 (direção Portimão/Lisboa), depois A2 (saída 10, direção Messines/Lisboa) e IP2 (saída 12, para Castro Verde/Beja); finalmente EN254/EN373/EN255;
♦  a partir de Badajoz, 65 km/0h50m – pela Autovia de Extremadura, em direção a Elvas, Portugal, prosseguindo na A6 e, finalmente, pela EN255 até ALANDROAL.

Ala_Alandroal
ALANDROAL. Linhas do autocarro gratuito que percorre o concelho

ALANDROAL: Que Ver

1. CASTELO DE ALANDROAL

Alandroal_castelo
Muralhas_Alandroal
ALANDROAL. Vista sobre o adarve (caminho de ronda) do castelo

Datado de finais do séc. XIII, o castelo de ALANDROAL está classificado como Monumento Nacional, tendo sido objeto de obras de reconstrução e restauro em meados do séc. XX.
À Torre de Menagem, adossada à cerca de muralhas, foi anexada a igreja matriz de Nossa Senhora da Graça, e no seu terraço, a Torre do Relógio.

2. IGREJA MATRIZ DE ALANDROAL

Igreja_matriz_Alandroal
Castelo_igreja_Alandroal

A igreja matriz de ALANDROAL, consagrada a Nossa Senhora da Graça, está situada no interior da cerca muralhada do castelo.
Contemporânea do castelo, de estilo gótico, apresenta traços renascentistas resultantes das intervenções a que foi submetida.

3. TERENA

Terena_panoramica

Próximo da Ribeira e Albufeira da barragem de Lucifécit, Terena, também conhecida como São Pedro de Terena ou simplesmente São Pedro, é uma bela freguesia do concelho de ALANDROAL a que dedicamos uma visita mais detalhada, aqui em
==> Terena | Que Ver e Fazer | Visitar Terena .

4. SANTUÁRIO DA BOA NOVA

Terena_Boa_Nova
ALANDROAL. Santuário de Terena, ou da Boa Nova, Livro das Fortalezas de Duarte de Armas, 1509-1510

Localizado em Terena, o Santuário de Nossa Senhora da Boa Nova, datado do séc XIV, é Monumento Nacional e local de culto mariano, palco de uma grande romaria no fim de semana seguinte à Páscoa.
Dada a sua importância, a segunda-feira de pascoela, dia principal da festa, é feriado municipal no concelho de ALANDROAL.

5. TERRAS DO ENDOVÉLICO

Lucifecit_castelo_Terena

Na freguesia de TERENA, ao km 6 da EN373 que liga Alandroal a Redondo, encontra-se a indicação de Endovélico, a que se acede, a pé.
Endovélico, também referido como deus da Lusitânia, é uma divindade indígena, pré-romana, provavelmente de origem céltica.
As ruínas do santuário do Endovélico localizam-se num outeiro do lugar de S. Miguel da Mota, nas proximidades da ribeira de Lucifecit, e está classsificado como Imóvel de Interesse Público.

6. LUCIFECIT: Vale Sagrado e Barragem

Vale_Lucifecit_Terena

A designação de Vale Sagrado de Lucifecit refere-se a locais de culto pagãos e cristãos, pré-romanos e contemporâneos, como o Santuário do Endovélico ou o Santuário de Nossa Senhora da Boa Nova.

Nas Cantigas de Santa Maria, do séc. XIII, da autoria de Afonso X, de Castela, nas composições dedicadas a Santa Maria de Terena, o rei refere-se ao rio Lucifecit, omitindo-lhe o nome, na dúvida sobre se a sua origem está na designação latina para Vénus, Lúcifer, ou na tradição pagã e cristã que associa Lúcifer a Satanás… não vá o diabo tecê-las!

7. JUROMENHA

Juromenha_castelo
Castelo_Juromenha

Sentinela sobre o rio Guadiana, tocando o território de Olivença, Juromenha e suas fortificações, está ligada a importantes episódios da História de Portugal, particularmente durante as Guerras da Restauração (séc. XVII) e Peninsular (séc. XIX).
O castelo medieval esteve sob domínio do Califado de Córdoba, sendo conquistado no séc. XII por D. Afonso Henriques e pelas tropas de Geraldo Sem Pavor, para cair de novo às mãos dos muçulmanos, sendo definitivamente conquistado em 1242 por Paio Peres Correia, mestre da Ordem de Santiago.

8. ALDEIA DOS MARMELOS

Marmelos_Alandroal
Aldeia_Marmelos_Alandroal

A aldeia dos Marmelos é um bonita localidade da freguesia de Santiago Maior, no concelho de ALANDROAL.
Uma terra calma, tranquila, com belas paisagens e típicas casas alentejanas com elegantes chaminés.


ALANDROAL: Que Fazer

1. MOSTRA GASTRONÓMICA DO ALANDROAL

Alentejo_Gastronomia
All-focus

A Mostra Gastronómica é um dos acontecimentos mais emblemáticos do município de ALANDROAL.
Ocorre durante o mês de março de cada ano, nos restaurantes, bares, cafés e tascas da região, com a degustação de pratos confecionados tendo por base o peixe de rio e culminando na tradicional Caldeta Para Todos.

Sopa de peixe do rio, caldeta de peixe barbo, peixe do rio frito, açorda de sável, lúcio-perca assado no forno, recheado ou de cebolada, pratos à base de pão como as migas, a açorda ou as sopas alentejanas, são várias das iguarias que é possível experimentar no concelho de ALANDROAL. Bon appétit!

2. ARTESANATO DE ALANDRO

Alandroal_artesanato
ALANDROAL. Carlos Damas, artesão, no centro da vila junto à Fonte das Bicas, expondo algumas das suas belas peças trabalhadas em madeira de alandro

Trabalhos em madeira, cestaria, metais, mármores, tecidos, rendas, pinturas típicas alentejanas, artes da pesca de rio, constituem vários dos saberes artesanais que os artesãos do ALANDROAL teimam em não deixar cair no esquecimento.
Para isso estão disponíveis, não apenas para distribuir peças da sua arte, mas igualmente para partilhar e transmitir conhecimentos a todos os interessados. Basta contactá-los.

3. VILA VIÇOSA

Praca_Ducal_Vila_Vicosa

Vila Viçosa, também no concelho de Évora, fica a apenas 10 km de ALANDROAL.
É sobretudo conhecida por ser sede do sumptuoso Paço Ducal de Vila Viçosa.

4. REDONDO

Vila_Redondo

Tal como Vila Viçosa, também a vila de Redondo é credora de uma visita, pela beleza do seu casario branco, pela riqueza do seu património histórico e cultural e pela proximidade de ALANDROAL, de que dista apenas 16 km.

5. OLIVENÇA

Vila_Olivenca

A cerca de 40 km de ALANDROAL, também em Olivença podemos testemunhar património histórico português, nas fortalezas mandadas edificar por D. Dinis, nos portais manuelinos ou na típica calçada portuguesa.
Uma história sem fronteiras.

OUTRAS SUGESTÕES:
>> Portimão | Que ver e Fazer | Visitar Portimão
>> Lisboa | Roteiro de Viagem | Visitar Lisboa
>> Porto | Roteiro de viagem | Visitar Porto
>> Douro Internacional | Parque Natural | Douro
>> Douro Vinhateiro | Roteiro + Dicas | Visitar Douro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: