Moura | Que Ver e Fazer | Visitar Moura

MOURA é uma cidade alentejana pertencente ao distrito de Beja que tem por fronteiras principais o rio Guadiana, a ocidente, e Espanha, a oriente, além de Mourão, Barrancos, Serpa, Vidigueira, Portel e Reguengos de Monsaraz.
A cerca de 55 km de Beja e 75 km de Évora, nas margens calmas da Albufeira do Alqueva e sob o sol abundante que alimenta a grande Central Fotovoltaica da Amareleja, MOURA integra a Rota dos Vinhos do Alentejo e os Itinerários de Turismo Cultural: Rota do Manuelino e Terras da Moura Encantada.

Moura_panoramica
Moura_Alqueva

Terra Mãe do Azeite do Alentejo, MOURA, e as localidades de Amareleja, Safara, Sobral da Adiça, Póvoa de S. Miguel, Santo Aleixo da Restauração, Santo Amador e Estrela, está rodeada de oliveiras que são imagem de marca da região e um cartaz turístico do concelho que, além da excelência do azeite, possui reconhecidas águas minero-medicinais – Água Castello, ótimos vinhos, queijos, enchidos, doces, que compõem uma gastronomia de reconhecida qualidade.

VISITAR OUTROS PARQUES :
>> ALQUEVA | O Grande Lago
>> VALE DO GUADIANA | Parque Natural
>> NOUDAR | Parque de Natureza | Barrancos
>> SW Alentejano e Costa Vicentina | PNSACV
>> SERRA DO CALDEIRÃO | Entre Alentejo e Algarve
>> ESTRELA GEOPARK | Serra da Estrela
>> AROUCA GEOPARK | Visitar Arouca
>> MONTESINHO | Parque Natural

LENDA DA MOURA SALÚQUIA

Reza a lenda que Salúquia, a princesa moura que habitava o castelo e governava a cidade, um reduto muçulmano em território alentejano já quase totalmente nas mãos dos cristãos, estava loucamente apaixonada pelo alcaide mouro do vizinho município de Aroche, na província espanhola de Huelva. Na véspera do casamento, Bráfama, o noivo, demandou a cidade com a sua comitiva. Esperava-o uma emboscada levada a cabo por dois fidalgos incumbidos por D. Afonso Henriques da conquista da cidade. Morto o alcaide, os fidalgos disfarçaram-se de árabes e prepararam o assalto ao castelo. Supondo tratar-se da comitiva de Bráfama, Salúquia que o aguardava no alto da torre, ordenou a abertura das portas do castelo que rapidamente caiu às mãos dos fidalgos cristãos. Tendo tomado consciência do engodo em que caíra e da morte certa do Bráfama, Salúquia tomou as chaves da cidade e atirou-se da torre.

Moura_Brasao_Armas
MOURA. Brazão de Armas da cidade com a representação do corpo morto da moura Salúquia aos pés da torre

Para perpetuar a coragem e a enternecedora história de amor da princesa Salúquia, os fidalgos cristãos decidiram chamar MOURA à cidade conquistada, ostentando o brasão de armas a sua imagem prostrada junto à torre do castelo.


MOURA: Roteiro

MOURA: Como Chegar

♦  A partir de Lisboa, 211 km/2h21m – pela A2 (Ponte 25 de Abril) ou pela A12 (Ponte Vasco da Gama), depois pela A6, saindo nesta para a EN114 em direção a Évora; seguir pelo IP2, depois pela EN384 e finalmente EN233 em direção a MOURA;
♦  a partir de Faro, 198 km/2h10m – pela A22 (direção Portimão/Lisboa), depois A2 (saída 10, direção Messines/Lisboa) e IP2 (saída 12, para Castro Verde/Beja); finalmente EM521até MOURA;
♦  a partir de Badajoz, 115 km/1h37m – pela EX-107 em direção Olivença/Villanueva del Fresno e Portugal, tomando a EN256-1 e finalmente a EN255 até MOURA.


MOURA: Que Ver

1. RUAS E FACHADAS DE MOURA

Ruas_Moura
Fachada_Moura

MOURA é uma cidade com inúmeros vestígios e influências das ocupações romana e muçulmana, como facilmente se descobre percorrendo o bairro mourisco e as pitorescas ruas e ruelas onde o património edificado nos surpreende a cada passo.

2. MOURARIA

Moura_Mouraria

A mouraria, uma das mais antigas da Península Ibérica, é um dos testemunhos vivos da presença e influência árabe na cidade. Uma zona recuperada nas imediações do castelo de MOURA, com um espaço museológico, a Casa dos Poços, onde se preserva um pouco da história da antiga vila mourisca, classificada como Imóvel de Interesse Público.

3. BIBLIOTECA MUNICIPAL URBANO TAVARES RODRIGUES

Biblioteca_Moura

No centro da cidade, a Biblioteca Municipal Urbano Tavares Rodrigues coordena a Rede Concelhia de Bibliotecas possuindo vários pólos distribuídos pelas freguesias rurais. Possui um acervo superior a 60.000 documentos, tendo iniciado a sua atividade de serviço público em Junho de 1968.

4. IGREJA MATRIZ DE MOURA

Igreja_matriz_Moura
MOURA. Portal manuelino da igreja matriz

Do lado oposto da rua, nas proximidades da Biblioteca, a igreja matriz de MOURA, dedicada a S. João Batista.
Classificada como Monumento Nacional, é uma construção do gótico tardio, dos finais do séc. XV, arquitetonicamente simples mas elegante, objeto de reconstrução após desmoronamento no princípio do séc. XVIII.
Destaca-se fundamentalmente pelo seu belo portal manuelino.

5. CASTELO DE MOURA

Moura_Castelo

Situado em posição altaneira, dominando sobre a cidade , o castelo de MOURA foi reconstruído no séc. XIV sobre as muralhas muçulmanas.
O conjunto forticado é dominado pela torre de menagem de planta quadrangular e pela Torre do Relógio, adaptada de uma das torres do castelo durante o séc. XIX.

6. TORRE DO RELÓGIO

Torre_Relogio_Moura

As muralhas do castelo de MOURA não guardam apenas esta original Torre do Relógio. No seu recinto, a uma cota de 182 metros, há uma nascente de águas minero-medicinais com qualidades terapêuticas que durante séculos abasteceu a população da vila através dos fontanários de Santa Comba e das Três Bicas.

7. BICA DE SANTA COMBA

Cidade_Moura
MOURA. Bica de Santa Comba. À esquerda, uma chaminé mourisca e, à direita, a Torre de menagem do castelo

8. FONTE DAS TRÊS BICAS

Moura_Fonte_Tres_Bicas
MOURA. Fonte das Três Bicas

A Fonte das Três Bicas é um fontanário monumental, com 3 bicas e 5 degraus, em mármore, situado ao lado do Estabelecimento Termal e do Jardim Doutor Santiago.

9. TERMAS DE MOURA

Termas_Moura

As águas da nascente do castelo foram no princípio do séc. XIX aproveitadas também para um estabelecimento de banhos existente no interior do Jardim Dr. Santiago.
As Termas de Moura e o aproveitamento terapêutico das suas águas encontra-se em fase de requalificação tendo em vista a sua reativação e dinamização.

Em 1899, a Águas de Moura daria início à exploração e engarrafamento, junto da Torre de Menagem, até 1937, das águas da nascente do castelo, dando origem a uma das mais antigas marcas de águas minerais do país, a Água Castello.

10. JARDIM DR. SANTIAGO

Jardim_Moura
Coreto_Moura

O Jardim Dr. Santiago é um espaço aprazível de lazer junto ao castelo, funcionando também como miradouro sobre a cidade e a planície envolvente.
Além do estabelecimento termal, possui bares e esplanadas e um belo coreto bem conservado.

11. PISCINA MUNICIPAL DE MOURA

Piscina_Moura

A Piscina Municipal de MOURA é um moderno complexo desportivo e de lazer, ocupando uma posição central no espaço urbano, junto ao Jardim Doutor Santiago.


MOURA: Que Fazer

1. ALQUEVA

Panoramica_Alqueva

MOURA é um dos cinco concelhos do Alentejo que viram a sua paisagem transformada pela Albufeira da Barragem do Alqueva com os inerentes impactos económicos e sociais que os municípios da região pretendem potenciar, particularmente na área do turismo.

2. MONSARAZ

Vila_Monsaraz

Monsaraz é uma encantadora vila medieval a cerca de 50 km de MOURA. Com uma posição estratégica sobre um planalto dominando a planície sobre a Albufeira do Alqueva, prolonga vistas para Espanha e a vizinha vila de Mourão, a apenas 16 km de distância.

3. MOURÃO

Mourao_vila

MOURA e Mourão são duas vilas raianas distando entre si cerca de 36 km. Tendo em conta a proximidade com Monsaraz justifica uma visita para percorrer as suas ruas calmas e conhecer o seu castelo.

4. ARACENA

Castelo_Aracena
Gruta_Las_Maravillas

Saindo pela fronteira de Vila Verde de Ficalho, são pouco mais de 100 km e cerca de 1 hora e meia de caminho. Uma visita e um tempo que ninguém dará por desperdiçado depois de maravilhar-se com a grandiosidade e o esplendor da Gruta de Las Maravillas.

OUTRAS SUGESTÕES:
>> Porto | Roteiro de viagem | Visitar Porto
>> Douro Internacional | Parque Natural | Douro
>> Douro Vinhateiro | Roteiro + Dicas | Visitar Douro
>> Ecovia do Vez | Socalcos e Passadiços | Sistelo
>> Passadiços do Paiva | Arouca Geopark

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: