Alqueva | O Grande Lago | Visitar Alqueva

ALQUEVA, o “mar interior” que as águas do rio Guadiana e a albufeira da Barragem do ALQUEVA nos proporcionam, espraiando-se por cinco concelhos dos distritos de Évora e de Beja, no Alentejo: Alandroal, Reguengos de Monsaraz, Moura, Mourão e Portel, para formar o maior lago artificial da Europa.

Um Grande Lago a estender-se por uma área de 250 km2, potenciando recursos hídricos, moldando o território e a paisagem, humana e natural, conferindo-lhe um enorme potencial de fixação e atração turística.

Lago_Alqueva

Um projeto estratégico de produção de energia e difusão de um sistema de rega para desenvolvimento e promoção da agricultura, da economia, da qualidade de vida, das atividades de recreio e lazer ligadas ao turismo de natureza.

OUTRAS SUGESTÕES DE TURISMO DE NATUREZA:
>> SERRA DO CALDEIRÃO | Entre Alentejo e Algarve
>> SW Alentejano e Costa Vicentina | PNSACV
>> NOUDAR | Parque de Natureza | Barrancos
>> VALE DO GUADIANA | Parque Natural
>> MONTESINHO | Parque Natural
>> ESTRELA GEOPARK | Serra da Estrela
>> AROUCA GEOPARK | Visitar Arouca
>> DOURO INTERNACIONAL | Parque Natural

ALQUEVA: Roteiro


ALQUEVA: Que Ver

1. MONSARAZ

Vila_Monsaraz
Panoramica_Alqueva
Monsaraz_Alqueva
Panoramica_Alqueva

Monsaraz é uma freguesia do concelho de Reguengos de Monsaraz, no Alentejo, distando cerca de 15 km da sede de concelho.

A sua posição altaneira conferiu-lhe em tempos a nobre missão de sentinela do Guadiana vigiando terras da raia, sendo hoje um dos observatórios privilegiados da albufeira do Grande Lago do ALQUEVA.
Um local ideal para apreciar a extensão das águas a perder de vista ao longo da imensa planície alentejana, para tirar fotos para mais tarde recordar e para visitar, dentro de muralhas, uma das bonitas vilas medievais portuguesas, subtraída aos mouros no séc. XII por Geraldo Sem Pavor.

2. REGUENGOS DE MONSARAZ

Igreja_Reguengos_Monsaraz
REGUENGOS DE MONSARAZ. Praça e Igreja Matriz

Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, dista desta cidade cerca de 40 km e 170 km de Lisboa.
O município está rodeado pelos concelhos de Alandroal e Redondo (a norte e noroeste), por Évora e Mourão (a oeste e a este) e por Portel e Moura (a sudoeste e sueste).

3. MOURÃO

Alentejo_Mourao
Alqueva_Mourao_castelo
Mourao_Alqueva
Alqueva_Grande_Lago
ALQUEVA. Panorâmicas da albufeira desde o castelo de Mourão

Mourão, na margem esquerda do Guadiana, no distrito de Évora, é uma vila raiana pacata e muito agradável, que tem a leste a sua fronteira com Espanha.
Tal como Monsaraz, de que dista apenas 16 km, possui um castelo de onde se tem uma bela panorâmica sobre a albufeira do ALQUEVA.

A cerca de 7 km da sede do concelho de Mourão fica a nova Aldeia da Luz, reconstituída durante a construção da barragem do ALQUEVA de cujo enchimento haveria de resultar a submersão da velha aldeia da Luz .

4. ALDEIA DA LUZ

Mourao_Museu_Luz
Alqueva_Museu_Luz

Na Aldeia da Luz, o Museu da Luz guarda um importante acervo arqueológico e etnográfico relativo ao passado, atividades, tradições, usos e costumes dos seus habitantes, expondo vasta informação, fotografias, vídeos sobre o processo de relocalização da aldeia, que incluiu, entre outros, a trasladação e reconstituição do cemitério e da igreja da primitiva aldeia.

5. ALANDROAL

Castelo_Alandroal
ALANDROAL. Castelo e Igreja Matriz
Alandroal_Alqueva
ALQUEVA. Panorâmica desde o castelo de Alandroal

O concelho de Alandroal, no distrito de Évora, situa-se a cerca de 50 km a nordeste desta cidade e a 40 km a norte de Monsaraz. A leste, tem fronteira com o concelho de Olivença que também é abrangido pela albufeira da barragem do ALQUEVA.
A vila está localizada a 341 metros de altitude, e do seu castelo muralhado, onde se encontra a igreja matriz, têm-se boa panorâmica da planície e albufeira.

6. MOURA

Moura_Alqueva

Moura, no distrito de Beja, também beneficia do aproveitamento hidroelétrico da barragem do ALQUEVA, produzindo um dos melhores azeites do Alentejo.
É sede de concelho, tem fronteira a sul e a leste com Espanha (e com Barrancos), tendo o seu nome ligado à lenda da Moura Salúquia, princesa que governava a cidade, um reduto mouro ao tempo da Reconquista Cristã:

Consta que Salúquia se encontrava perdidamente apaixonada pelo alcaide mouro do vizinho município de Aroche, na província espanhola de Huelva. Na véspera do casamento, Bráfama, o noivo, demandou a cidade com a sua comitiva. Esperava-o uma emboscada levada a cabo por dois fidalgos incumbidos por D. Afonso Henriques da conquista da cidade governada por Salúquia. Morto o alcaide, os fidalgos disfarçaram-se de muçulmanos e prepararam o assalto ao castelo. Supondo tratar-se da comitiva de Bráfama, Salúquia que o aguardava no alto da torre, ordenou a abertura das portas do castelo que rapidamente caiu às mãos dos fidalgos. Tendo tomado consciência do engodo em que caíra e da morte certa do Bráfama, Salúquia tomou as chaves da cidade e atirou-se da torre.

Em tributo de tão comovente história de amor, os fidalgos decidiram atribuir à cidade o nome de Terra da Moura Salúquia, que evoluiria para Terra da Moura e finalmente Moura.
O brasão de armas da cidade de Moura evoca esta lenda, exibindo no chão em frente de uma torre o corpo morto da moura.

7. PORTEL

Portel_Alqueva

Portel é uma vila alentejana do distrito de Évora, a cerca de 50 km a sul de Monsaraz.
Possui, na aldeia da Amieira, a principal infraestrutura náutica do ALQUEVA, uma marina que regista o principal movimentação dos barcos que navegam nas águas da albufeira.


ALQUEVA: Que Fazer

1. ATIVIDADES: Alqueva

São muitas as atividades disponíveis no ALQUEVA, que têm em comum o contacto com a Natureza e uma paisagem absolutamente única:

♦ Barcos-casa
♦ Passeios de barco (entre 1 hora e 1 dia inteiro com almoço numa das aldeias)
♦ Passeios de avião e helicóptero
♦ Passeios a cavalo
♦ Passeios de bicicleta
♦ Passeios pedestres
♦ Voos em balão de ar quente
♦ Pesca: de margem, de barco, desportiva, de competição
♦ Caça
♦ Outros desportos náuticos, como o ski
♦ Ficar na esplanada do bar

De notar que, os barcos-casa são embarcações dotadas de tudo o que é necessário para funcionarem como habitação, incluindo zonas de solário e de pesca.
Além de que não necessitam de licença ou carta de marinheiro, permitindo, com uma breve formação inicial, navegar em total segurança pelas zonas autorizadas, aportando nas aldeias e povoações ribeirinhas, ao longo das águas do ALQUEVA.
Bons cruzeiros!

2. VIDIGUEIRA

Torre_Relogio_Vidigueira
Vidigueira_barragem

Vidigueira é uma interessante vila alentejana do distrito de Beja, a apenas 15 km de Portel. Entre muitos pontos de interesse destacam-se a sua elegante Torre do Relógio e as Ruínas de São Cucufate, na freguesia de Vila de Frades.

A Barragem de Pedrogão, também no concelho da Vidigueira, tem a importante função de contra-embalse, regularizando o caudal do rio Guadiana a jusante da Barragem do ALQUEVA e possibilitando que a Central Hidroelétrica funcione de forme reversível, bombando para montante nos períodos de vazio elétrico e permitindo assim a produção de energia elétrica e o abastecimento de água para rega.

OUTRAS SUGESTÕES:
>> PORTO | Roteiro de viagem | Visitar Porto
>> GAIA: Ciclovia e Passadiço | Orla Marítima Gaia
>> Douro Vinhateiro | Roteiro + Dicas | Visitar Douro
>> Ecovia do Vez | Socalcos e Passadiços | Sistelo
>> Passadiços do Paiva | Arouca Geopark

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: