Peneda-Gerês | Parque Nacional | Visitar PNPG

O Parque Nacional da PENEDA-GERÊS (PNPG), no extremo noroeste de Portugal continental, foi a primeira Área Protegida do país e é a única com o estatuto de Parque Nacional, sendo Reserva Mundial da Biosfera, pela UNESCO.
Um património natural, cultural e humano, excecionais, num território único, com uma paisagem deslumbrante..

Peneda-Geres-parque

A PENEDA-GERÊS é uma área montanhosa com cerca de 720 km2, onde pontificam as serras da Peneda (1416 mts de altitude), Soajo (1415 mts), Amarela (1361 mts) e Gerês (1546 mts), abrangendo território dos concelhos de Arcos de Valdevez, Melgaço, Montalegre, Ponte da Barca e Terras de Bouro.

OUTROS PARQUES EM PORTUGAL:
>> Douro Internacional | Parque Natural | Douro
>> Douro Vinhateiro | Roteiro + Dicas | Visitar Douro
>> Arouca Geopark | Que Ver e Fazer | Visitar Arouca
>> Estrela Geopark | Que Ver e Fazer | Estrela
>> Montesinho | Parque Natural | Montesinho

PENEDA-GERÊS: Como Chegar

No Parque Nacional PENEDA-GERÊS existem 5 Portas, uma por concelho, onde é disponibilizada informação sobre o parque e respetivas atividades:
>> Porta Do Mezio (Arcos de Valdevez);
>> Porta do Lindoso (Ponte da Barca);
>> Porta de Lamas de Mouro (Melgaço);
>> Porta de Montalegre (Montalegre); e
>> Porta de Campo do Gerês (Terras de Bouro).

Locais de entrada no Parque Nacional PENEDA-GEREÊS:
. Lamas de Mouro, vindo de Melgaço (EN202 e EN202-3), 19 km;
. Mezio, vindo de Arcos de Valdevez (EN202), 14 km;
. Entre Ambos-os-Rios, vindo de Ponte da Barca (EN203), 11 km;
. Covide, vindo de Terras de Bouro (EN307), 10 km;
. Rio Caldo, vindo de Braga (EN103 e EN304), 36 km;
. Fafião, vindo de Salamonde (EN103), 6 km;
. Paradela, vindo de Venda Nova (EN103 e M308-4), 19 km;
. Sezelhe, vindo de Montalegre (M308), 10 km;
. Ameijoeira; Madalena-Lindoso; Portela do Homem; Tourém, vindo da Galiza.

PENEDA-GERÊS: Roteiro


PENEDA-GERÊS: Que Ver

1. PNPG

O PNPG é frequentemente referido como um enorme anfiteatro de montanhas, vales, lagoas, rios, matas frondosas com uma flora rica e variada, território de lobos e garranos, e uma avifauna abundante com destaque para a águia-real.
Tudo emoldurado por característicos povoados rurais, a arquitetura em socalcos, o típico casario de granito, as eiras e os espigueiros.

2. GERÊS

Geres-Caldas
Parque Nacional PENEDA-GERÊS. Colunata das Termas do Gerês

A vila do Gerês, no concelho de Terras do Bouro e freguesia de Vilar da Veiga, é uma pequena povoação conhecida sobretudo pelas suas águas termais consideradas milagrosas desde os romanos, e por possuir um dos mais populares e frequentados complexos termais do país.

3. CAMPO DO GERÊS

Porta-Campo-Geres
PNPG. Porta do Campo do Gerês. Museu Etnográfico de Vilarinho da Furna

A Porta do Campo do Gerês, no concelho de Terras do Bouro é, como vimos, uma das 5 portas do Parque Nacional PENEDA-GERÊS.

O núcleo museológico do Campo de Gerês integra, além do Museu Etnográfico de Vilarinho da Furna (aldeia submersa em 1971, pela barragem de Vilarinho das Furnas), o Museu da Geira que aborda as técnicas de construção das Vias Romanas e dos transportes utilizados na época.

4. VILARINHO DAS FURNAS

Vilarinho-Furnas-PNPG
Parque Nacional da PENEDA-GERÊS. Albufeira da Barragem de Vilarinho das Furnas (no sopé da serra Amarela), que submergiu a aldeia comunitária de Vilarinho da Furna, alimentada pelo rio Homem (nasce na serra do Gerês)

5. GEIRA ROMANA

“Estou a vingar-me mais uma vez, a olhar esta Geira Romana e os seus marcos delidos. Estou a vingar-me de quantos Césares o mundo tem dado, convencidos de que basta mandar fazer calçadas e pontes, gravar numa coluna a era e o nome, para que a eternidade fique por conta deles.”
Miguel Torga, Diário IV, Gerez, 15 de Agosto de 1948

Ponte-Eixoes-PNPG
Parque Nacional da PENEDA-GERÊS. Ponte medieval de Eirões

A Geira, também referida como Via Nova e Via XVIII do Itinerário de Antonino (um registo valioso das estradas do império romano, de autor desconhecido), é uma estrada romana que ligava Braga ao município espanhol de Astorga (CCXV milhas, cerca de 318 km).
É uma das vias romanas mais bem preservadas da península ibérica, com 281 miliários (marcos colocados ao longo das estradas com intervalos de cerca de 1480 metros), inaugurada no séc. I, à roda do ano 80.

O concelho de Terras do Bouro preserva atualmente um percurso da Geira com a extensão de 30 km.

6. MATA DA ALBERGARIA

PNPG-Mata-Albergaria
PNPG. Mata da Albergaria, uma das Reservas Biogenéticas do continente europeu

A Mata da Albergaria, onde se inclui um troço da Geira Romana com ruínas de pontes e um importante conjunto de marcos miliários, é Reserva Biogenética do continente europeu e um dos bosques de carvalho secular mais representativos do Parque Nacional da PENEDA-GERÊS.

7. PEDRA BELA: Miradouro

O Miradouro da Pedra Bela, em Terras de Bouro, a cerca de 800 metros de altitude, é um dos mais populares do Parque Nacional da PENEDA-GERÊS.

Um local privilegiado para usufruirmos da beleza extraordinária da paisagem magnífica que a vista alcança: montanhas, imponentes maciços rochosos, a Mata da Albergaria até à Portela do Homem, a confluência dos rios Caldo e Cávado, o vale imenso, a albufeira da barragem da Caniçada.

8. CANIÇADA

Albufeira-Canicada
Parque Nacional da PENEDA-GERÊS. Albufeira da Barragem da Caniçada na bacia hidrográfica do rio Cávado (nasce na serra do Larouco)

9. CASCATA ARADO

Próximo da aldeia da Ermida, na freguesia de Vilar da Veiga, a Cascata do Arado, num curso de água de alta montanha, é uma das mais bonitas e populares das várias cascatas que encontramos ao longo do Parque Nacional da PENEDA-GERÊS.

10. PITÕES DAS JÚNIAS

Na serra do Gerês, Pitões das Júnias é uma das aldeias mais mais altas de Portugal (1103 mts) e uma das mais visitadas do concelho de Montalegre.
A igreja (séc. XII) e ruínas do Mosteiro masculino de Santa Maria das Júnias, é Monumento Nacional, mantendo-se a tradição de uma romaria anual, a 15 de Agosto.

11. SÃO BENTO DA PORTA ABERTA

A Basílica de São Bento da Porta Aberta, na freguesia de Rio Caldo, Terras de Bouro, é o segundo maior santuário português.
As principais peregrinações realizam-se a 21 de Março e 11 de Julho e, de 10 a 15 de Agosto, a Grande Romaria Popular.
O santuário deve o seu nome ao facto de a ermida ter sempre as portas abertas para apoio e guarida aos visitantes e peregrinos.

12. PENEDA

A aldeia da Peneda, na serra homónima, fica situada numa ravina entre montanhas, em pleno Parque Nacional da PENEDA-GERÊS, com acesso pela Porta do Mezio, concelho de Arcos de Valdevez.
Na primeira semana de setembro é palco de uma das maiores romarias da região do Alto Minho, que leva milhares de pessoas ao belíssimo Santuário de Nossa Senhora da Peneda.

13. SOAJO

Soajo-eira

O complexo de Espigueiros de Soajo, em Arcos de Valdevez, formado por uma eira comunitária sobre um maciço granítico com 24 espigueiros (sendo o mais antigo do final do séc. XVIII), é ainda utilizado pela população de Soajo.
Está classificado como Imóvel de Interesse Público.

14. LINDOSO

Lindoso-espigueiros
Barragem-Lindoso
Parque Nacional da PENEDA-GERÊS. Albufeira da barragem do Alto-Lindoso

No concelho de Ponte da Barca, junto ao castelo de Lindoso, fica um dos mais belos conjuntos da arquitetura agrícola, em Portugal: uma eira num afloramento rochoso com 50 espigueiros dos séc. XVII e XVIII, todos em granito. Classificado como Imóvel de Interesse Público.

15. CASTRO LABOREIRO

Castro-Laboreiro-pano
PNPG. Vista panorâmica da serra da Peneda e de Castro Laboreiro, a partir do castelo

Situada na serra da Peneda, concelho de Melgaço, Castro Laboreiro é um dos santuários da cultura castreja, com um importante património natural e arqueológico, um interessante núcleo de pontes, levadas e moínhos, fornos comunitários, e as ruínas do castelo a mais de 1000 metros de altitude.


PENEDA-GÊRES: Que Fazer

1. GARRANOS

O Garrano, é uma raça de cavalos autóctone, pequenos e robustos, criados de forma bravia nos baldios das serras do Minho e Trás-os-Montes, que mantém comportamentos defensivos ancestrais.
No Parque Nacional da PENEDA-GERÊS podem ainda ser avistados em liberdade, sobretudo ao longo do vale do rio Homem.

Vários destes cavalos são utilizados em trabalhos agrícolas e em atividades relacionadas com o ecoturismo.

2. TRILHOS PEDESTRES

Não sendo a cavalo, uma das atividades que melhor se adequa ao território e à paisagem da PENEDA-GERÊS é, sem dúvida, o pedestrianismo.

“Na senda de Miguel Torga, é um conjunto vasto de percursos pedestres sinalizados cujos detalhes podem ser solicitados numa das Portas do Parque, que possibilitam um contacto direto com múltiplos dos locais de interesse.

3. ECOVIA DO VEZ

Sistelo-ecovia

A Ecovia do Vez é um percurso essencialmente natural ou rural, inserido num território declarado Reserva Mundial da Biosfera, ao longo dos rios Lima e Vez.
A caminhada de 32,5 km, com um grau de dificuldade moderado, proporciona passagem pela foz dos rios Vez e Cabreiro, por várias praias fluviais, represas, pesqueiras, moinhos de água, e calçadas seculares, pela vila de Arcos de Valdevez, a Ponte Medieval de Vilela, pelos passadiços e os socalcos do Sistelo, candidatos a património mundial UNESCO.

Um desafio pedestre que promete!
Boas caminhadas.

9 thoughts on “Peneda-Gerês | Parque Nacional | Visitar PNPG

Add yours

  1. Ah, este post fez-me voltar a locais que conheço tão bem. O Gerês é único, com locais belíssimos que quase que parecem vindos de uma outra realidade.
    É uma zona que me trás tranquilidade e paz. Através deste post quase que consegui sentir o ar puro da região.
    Um abraço e obrigado por trazer tão boas recordações (que se encontram tão perto de mim).

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: