Caminho Costa do Ártico: Que Ver e Fazer | Islândia

CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO – Arctic Coast Way, é a primeira rota oficial de turismo da Islândia. Foi inaugurada a 08 de junho de 2019, Dia Mundial dos Oceanos.

É uma rota de aventura, diferente dos circuitos tradicionais, longe das multidões, por estradas costeiras do norte da ilha, num roteiro de 900 km entre Hvammstangi, a ocidente, e Bakkafjörður, a oriente, percorrendo seis penínsulas, pequenas ilhas, cidades, vilas e aldeias remotas, e a ilha Grímsey, no Círculo Polar Ártico.

CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO: Destaques

Ao longo dos 900 km do CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO, o visitante terá oportunidade, entre outras, de descobrir:

  • 21 comunidades piscatórias;
  • o lugar mais setentrional e o único sítio para atravessar o Círculo Polar Ártico, na Islândia;
  • Locais perfeitos para presenciar o sol da meia-noite e a aurora boreal, e para observação de baleias, focas e aves;
  • Travessias de barco para 6 ilhas;
  • Inúmeros trilhos de caminhada e outras atividades ao ar livre;
  • 18 piscinas geotérmicas;
  • Museus, festivais de música e cultura.
Outros Destinos na ISLÂNDIA: 
==> REIQUIAVIQUE: Que Ver e Fazer | Visitar Reykjavik 
==> VIDEY: Que Ver e Fazer | Visitar Videy 
==> SIGLUFJÖRDUR: Que Ver e Fazer | Visitar Siglufjördur 
==> AKUREYRI: Que Ver e Fazer | Visitar Akureyri 
==> HUSAVIK: Que ver e fazer |Visitar Husavik 
==> GODAFOSS: Catarata dos Deuses | Visitar Godafoss
==> ÁSBYRGI: A Pegada do Cavalo de Odin | Visitar Ásbyrgi

CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO: Roteiro

O CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO, é um roteiro fantástico ao longo de rios e braços de mar, montanhas e fiordes magníficos, picos cobertos de neve, e falésias impressionantes sobre praias de areia negra.


CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO: Que Ver

1.  Hvammstangi

Hvammstangi é o ponto mais a ocidente do CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO.
Além do Museu do Comércio e de um conjunto de serviços de apoio ao turista: banco, serviço de saúde, parque de campismo, piscina, hotel, loja, restaurante, posto de gasolina, Hvammstangi tem um bom porto com excursões para observação de focas e pesca em alto-mar.

2.  Blönduós

Blönduós, fica na Rodovia 1, a leste da vasta baía de Húnaflói, sendo a cidade mais populosa da região.
Equipamentos e Serviços – Museu Têxtil que preserva a sua forte ligação ao setor. Posto de turismo, parque de campismo, parque infantil, centro desportivo, piscina, sauna, campo de golfe, hóteis, pousadas, restaurantes, cafés, lojas.
Principais Atrações – A pequena ilha Hrútey, no meio do rio glacial Blanda, local de nidificação de aves. A Cidade Velha, à beira-mar, com as suas típicas casas de madeira.
Atividades – Trilhos de caminhada ao longo do rio.

3.  Skagaströnd

Uma pequena cidade costeira, entre montanhas e mar, com uma soberba paisagem natural.
Equipamentos/Serviços – O Museu Árnes preserva a casa mais antiga da cidade, e o Museu das Profecias guarda histórias de adivinhações. Parque de campismo, piscina e jacuzzi com vista para o mar, campo de golfe e um porto de pesca frequentado por locais, artistas e velejadores.
Atividades – Trilhos de montanha e espaços de recreacão e lazer ao ar livre.

4.  Saudárkrókur

Saudárkrókur situa-se no extremo sudoeste do fiorde Skagafjördur, e é tida como uma das comunidades mais importantes e movimentadas fora da área de Reiquiavique.
Equipamentos/Serviços – Vasta oferta de alojamento, entretenimento e lazer, museus, restaurantes, lojas, hospital e posto de turismo. Praia de areia preta com quase 4 km de extensão.
Atividades – Observação da avifauna.

5.   Hofsós

Hofsós, uma pequena localidade que abriga um dos portos comerciais mais antigos da Islândia, situa-se na costa leste do fiorde Skagafjördur.
Equipamentos/Serviços – U
ma moderna piscina que parece confundir-se com o mar, uma pousada e um acampamento na antiga escola primária. O Centro de Emigração da Islândia, conta a história dos emigrantes islandeses na América do Norte.

6.  Siglufjördur

Pano-Siglufjordur

Siglufjördur é uma cidade situada à entrada do fiorde com o mesmo nome, um sítio encantador como atestam as fotos e os comentários que publicamos neste post
==>  Siglufjördur: Que Ver e Fazer.

7.  Ólafsfjörður

Ólafsfjördur está situada no fiorde Eyjafjördur, no nordeste da Islândia. Está ligada a Siglufjördur por um túnel de 11 km, e a Dalvík por um túnel de 3,5 km com via única.
Equipamentos/Serviços – Piscina, campo de golfe e um Museu de História Natural.
Atrações – Considerada um paraíso para os esquiadores, no inverno, e para os amantes de atividades de ar livre e montanha, no verão.

8.  Dalvík

Dalvík possui um grande porto comercial e de pesca, com ligações regulares à ilha de Grimsey, no Círculo Polar Ártico, e à ilha Hrísey.
Equipamentos/Serviços – Museu regional. Pistas de esqui, campo de golfe, piscina.
Atividades – Caminhadas, passeios a cavalo, pesca no mar, observação de baleias.

9.  Ilha Grímsey

Grímsey é a comunidade mais ao norte da Islândia, a 41 km, numa ilha sobre o Círculo Polar Ártico, com ligações regulares de ferry e avião.
Equipamentos/Serviços – Pousadas, piscina e loja que vende um pouco de tudo.
Atividades – Observação dos papagaios do mar.
Atrações – Travessia da linha do Círculo Polar Ártico.

10.  Árskógssandur

Árskógssandur é uma vila costeira, tranquila, com vistas espetaculares, a cerca de 10 minutos de carro de Dalvík.
Atrações – Ilha Hrísey, a aproximadamente 15 minutos, de ferry.

11.  Ilha Hrísey

A ilha de Hrísey é uma pequena comunidade de pescadores no meio do fiorde Eyjafjörður, sendo conhecida pela sua beleza natural e pela avifauna.
Equipamentos/Serviços – Museu do Tubarão. Pousada, parque de campismo, piscina, restaurante, café e loja.
Atividades – Trilhos para caminhadas, e até de uma excursão em trator pela ilha!

12.  Hauganes

Hauganes é uma povoação costeira com cerca de 140 habitantes ligados às atividades da pesca e do tratamento do peixe.
Equipamentos/Serviços – Tanques de hidromassagem à beira-mar.

13.  Hjalteyri

Até ao início do século XX, Hjalteyri era, tal como Siglufjördur, um dos principais centros da indústria de pesca do arenque. Nos meses de verão, os edifícios da antiga fábrica são usados para exposições de arte.
Atrações – Áreas para mergulhadores, das mais interessantes do mundo.

14.  Akureyri

Porto-Akureyri

Com cerca de 20.000 habitantes, Akureyri é a cidade mais povoada fora de Reiquiavique.
Um centro de comércio, cultura e serviços que damos a conhecer aqui em
==> Akureyri: Que Ver e Fazer.

15.  Svalbarðseyri

Svalbardseyri é uma pequena localidade, predominantemente agrícola, na costa leste do fiorde Eyjafjörður.

16.  Grenivík.

Grenivík situa-se no sopé de uma montanha com 1 173 metros de altitude, um desafio para os escaladores e caminheiros.
Equipamentos/Serviços – Piscina, parque de campismo, alojamento local, supermercado com restaurante e café.
Atividades –  Caminhadas, escalada, passeios a cavalo, pesca.

17.  Húsavík

Porto-Husavik

Húsavík é conhecida, entre outras razões, por ser o mais antigo povoamento humano da Islândia e a capital de observação de baleias.
Uma cidade com muitos pontos de interesse como mostramos aqui em
==>  Husavik: Que ver e fazer.

18.  Kópasker

Kópasker é mais uma vila de pescadores, com um Museu regional e um Centro de Terramotos interpretativo do terramoto ocorrido em 1976, centro de saúde, pousadas, parque de campismo, banco e loja.

19.  Raufarhöfn

Raufarhöfn, a segunda maior estação de arenque do século passado, é a cidade mais a norte da Islândia continental e um dos locais privilegiados para observação do sol da meia-noite, no verão, e das auroras boreais, no inverno.
Equipamentos/Serviços – Possui um excelente porto natural e todos os serviços básicos.
Principal Atração – Arctic Henge, um enorme relógio de sol com caráter mitológico, construído em pedra e projetado para interagir com a luz natural, a cerca de 1 km do centro da cidade.

20.  Þórshöfn

Þórshöfn orgulha-se da pesca do quahog oceânico (Arctica islandica), um molusco bivalve semelhante à amêijoa, com que é cozinhada uma sopa que dizem ser excelente.
Equipamentos/Serviços – Centro de saúde, parque de campismo, banco, instalações desportivas, piscina, restaurante, loja e posto de gasolina.

21.  Bakkafjörður

Finalmente, Bakkafjördur, o ponto mais oriental do CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO.

A vida em Bakkafjördur gira em torno da pesca, sendo a mais popular a do bacalhau. De tal modo que, diz-se, estando o tempo de feição, é possível convencer os pescadores e acompanhá-los numa pescaria no seu barco.


CAMINHO DA COSTA ÁRTICA: Que Fazer

1.  Ásbyrgi

Canyon-Asbyrgi

No CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO, entre Húsavík e kópasker, vale a pena fazer um pequeno desvio para uma paragem em Ásbyrgi, uma fantástica formação geológica integrada no Parque Nacional Vatnajökull, que é uma verdadeira maravilha da natureza. A descobrir aqui em
==>  ÁSBYRGI: A Pegada do Cavalo de Odin.


CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO: Rota de Inverno

No período de inverno, sensivelmente entre os meses de setembro e abril, a rota do CAMINHO DA COSTA DO ÁRTICO fica sujeita às condições climatéricas, visibilidade e neve que, com frequência, tornam intransitáveis algumas das vias e difícil e perigoso o acesso a alguns dos locais assinalados no roteiro de verão.

⇑ Topo

Outros Destinos Insulares:
==> AÇORES: Roteiro de Viagem | Visitar Açores 
==> MADEIRA: Roteiro de Viagem |Visitar Madeira 
==> MALTA: Roteiro de Viagem | Visitar Malta 
==> LONDRES: Roteiro de Viagem | Visitar Londres 
==> ESCÓCIA: Roteiro de Viagem | Visitar Escócia

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: