Reiquiavique | Que Ver e Fazer | Visitar Reykjavik

REIQUIAVIQUE é a capital e maior cidade da Islândia, localizada na costa sudoeste do país, na baía de Faxa (Faxaflói). É a capital mais a norte no mundo e também uma das mais seguras, mais organizadas e mais limpas. É cidade da literatura UNESCO.

Dada a proximidade ao círculo polar ártico, REIQUIAVIQUE tem quase 24 horas de luz do dia, no verão, e apenas cerca de 4 horas, no inverno, altura em que é mais provável observar a queda ocasional de neve luminosa e exibições regulares da aurora boreal.

Faxafloi-ReykjavikReykjavik-panoramicaVista-Reykjavik

Informação Prática:
Antes de Ir – Sendo a Islândia um destino caro, é de todo conveniente preparar a viagem com razoável antecedência, tendo em vista reservas antecipadas de voos, dormidas e, sendo o caso, de transporte.
Como Chegar
 – O aeroporto internacional de Keflavik situa-se a menos de 50 km e cerca de 45 minutos do centro da cidade, ligados por autocarros expresso ou da rede pública S-Strateo (opção mais económica e mais demorada), táxi, ou carro de aluguer.
Reykjavik City Card – Nas modalidades de 24, 48, ou 72 horas, permite entrada livre em museus, galerias, zoo, piscinas termais, transportes públicos, ferry para a Ilha Videy, entre outros.
Transportes – A rede pública de autocarros Straeto (S), cobre toda a cidade e várias ligações suburbanas. Nestas, o pagamento pode fazer-se com cartão de crédito ou bilhetes pré-comprados (em terminais de bus e lojas); dentro da cidade, só são aceites bilhetes pré-comprados.
Quando Visitar – Os meses entre junho e setembro, são os mais amenos do ano, e os de novembro a abril, os mais rigorosos, no que respeita a temperatura, precipitação e ventos.
Clima – De junho a setembro as temperaturas médias oscilam entre 12º/14ºC (máximas) e 9º/7ºC (mínimas); e, de novembro a abril, entre 4ºC e -2ºC., com ocorrência de neve. O clima não é tão frio quanto poderia fazer supôr a sua latitude, devido à influência das correntes quentes do Golfo.

Mais sobre REIQUIAVIQUE:
==> FAXAFLÓI: Viagem pela Baía de Reiquiavique
==> REIQUIAVIQUE: Islândia | Postal de Viagem
Mais sobre a ISLÂNDIA:
==> VIDEY: Roteiro pela Ilha
==> AKUREYRI: Norte da Islândia | Que Ver e Fazer

REIQUIAVIQUE: Roteiro


REIQUIAVIQUE: O Que Ver

REIQUIAVIQUE é uma cidade excelente para se percorrer a pé. Organizada, segura, limpa, com pouca gente ou sem pessoas em excesso, e muito aprazível no seu modo de estar e na sua arquitetura peculiares, com ou sem neve.

1. HALLGRÍMUR

Reykjavik-city

A Igreja luterana de Hallgrímur é um dos maiores e mais notáveis edifícios de REIQUIAVIQUE. Com os seus 74,5 metros de altura, é vista de praticamente todos os pontos da cidade, sendo igualmente um dos melhores locais de observação da capital.
A construção iniciada em 1945 e concluída em 1986, terá sido inspirada nas formas fantásticas criadas pelo arrefecimento da lava em colunas de basalto.

Possui um gigantesco órgão de tubos com 15 metros de altura e 25 toneladas de peso, capaz de inundar de som e magia todo o espaço da majestosa cúpula.

No largo em frente à igreja, ergue-se uma estátua de Leifur Eiriksson, que os islandeses sugerem ter sido o primeiro europeu a descobrir a América, no ano 1000, ou seja, 500 anos antes de Cristóvão Colombo.

A rua em frente à estátua e ao largo da igreja desemboca na rua Laugavegur
e, à esquerda, conduz à praça Austurvöllur e ao lago Tjörnin.
A rua à direita, atravessa a Laugavegur, logo abaixo, e prossegue até à 
marginal, perto de Höfdi House (à dir) e Harpa (à esq).

2.  LAUGAVEGUR

Largo-Hallgrimur

A rua Laugavegur é a mais comercial e uma das mais populares ruas de REIQUIAVIQUE.
Uma rua longa, agradável para percorrer a pé, recheada de casas típicas coloridas, lojas, casas de artesanato e produtos locais, restaurantes, bares, discotecas que atraem inúmeras pessoas entre locais e turistas.
Ao fundo da rua, o Museu Falológico Islandês, precursor do Vagina Museum acabado de abrir ao público em Londres.

Além das montras e respetivas sugestões, vale bem a pena percorrer o olhar pela arquitetura peculiar das construções de cores alegres e variadas com curiosas janelas, alpendres e telhados.

Reykjavik-ruaLaugavegur-Reykjavik

Nota: Laugavegur é igualmente o nome de uma famosa rota de trekking na Islândia, cerca de 160 km a sudeste de REIQUIAVIQUE e 115 km a norte de Vik i Mýrdal.

3.  HÖFDI HOUSE

Reykjavik-Hofdi-House

Hofdi-House
REIQUIAVIQUE. Höfdi House e escultura do poeta islandês Einar Benediktsson em frente de uma harpa simbolizando a sua poesia

A Casa Höfdi, é uma bela construção de 1909 na marginal de REIQUIAVIQUE junto à baía, com vista para o mar e as montanhas, famosa por ter sido o local da Cimeira da Islândia, entre Gorbachev e Reagan, em 1986, que marcou o fim da Guerra Fria.

Foi residência do cônsul francês na Islândia e de um embaixador britânico que acreditava que a casa era habitada por um fantasma: “A Senhora de Branco”, razão que, talvez explique o facto de se encontrar encerrada ao público servindo apenas para reuniões e receções oficiais. Entre os convidados contam-se a rainha de Inglaterra, Winston Churchill e Marlène Dietrich.

Ao lado, a zona da cidade onde se concentram os escritórios das grandes empresas e as sedes dos principais bancos islandeses, com uma arquitetura moderna de torres (algumas polémicas) e grandes  edifícios envidraçados, contrastante com a arquitetura tradicional de REIQUIAVIQUE.

4.  HARPA REYKJAVÍK

Ao fundo, à esquerda, na marginal da baía Faxa, a Harpa, uma das principais referências culturais e arquitetónicas da cidade.

Reiquiavique-Harpa

Reiquiavique-Harpa

A Sala de Concertos e Centro de Conferências Harpa, é uma estrutura várias vezes premiada, construída com placas de vidro colorido.
Situada junto ao Porto Velho sobre a baía, oferece, além de uma programação rica e exigente, vistas únicas sobre as montanhas e o Oceano Atlântico.

5.  PRAÇA AUSTURVÖLLUR

Parlamento-ReiquiaviqueCatedral-Reiquiavique

A cerca de 500 metros, bem no centro da cidade, a praça de Austurvöllur, onde se situam o Parlamento da Islândia e a Catedral do Parlamento.
Austurvöllur é um parque público onde os habitantes fazem piqueniques em dias de sol ou se reúnem em manifestações e protestos pacíficos.

Em 2008, aquando da crise financeira global, foi palco da “Revolução das Panelas e Frigideiras”.

6.  LAGO TJÖRNIN

Próximo da praça Austurvöllur, por trás do Parlamento e da Catedral, situam-se o edifício da Câmara Municipal e o Lago Tjörnin.

Burocrata-Reykjavik
REIQUIAVIQUE. Monumento ao Burocrata Desconhecido

Junto ao lago, os edifícios da Câmara Municipal de REIQUIAVIQUE e da Galeria Nacional da Islândia.

Gelado, no inverno, ou refletindo a vegetação e as casas antigas coloridas, no verão, o Lago Tjörnin é outro dos locais populares de REIQUIAVIQUE, procurado por famílias e turistas para momentos de descontração, para uma foto ou para alimentar as inúmeras aves que habitam a lagoa natural.

7.  MUSEU PERLAN

A cerca de 2,5 km do centro, no alto da colina de Oskjuhlid, o Museu Perlan (A Pérola), é uma das principais atrações de REIQUIAVIQUE.

Reiquiavique-Perlan

É uma notável construção de 1988, composta por 6 grandes tanques, um reservado ao Museu Saga, os restantes 5 armazenando água quente das fontes geotermais naturais para aquecimento da cidade. Sobre os tanques foi colocada uma cúpula de vidro com café, restaurante rotativo e cozinha requintada. No exterior, ao redor da cúpula, uma espaçosa plataforma de observação com excelentes vista panorâmicas (360º). No interior, sob a cúpula, um átrio, um géiser artificial e áreas de exposições.

8.  LAUGARDALUR

A leste, a cerca de 3 km do Museu Perlan e 4 km do centro de REIQUIAVIQUE, o vale de Laugardalur é um importante centro desportivo e recreativo da cidade, que inclui, entre outros equipamentos, parque, zoo, jardim botânico, acampamento, piscina exterior com água quente todo o ano, pista de gelo coberta, estádio e um pavilhão multiusos (onde, em 1972, Boris Spassky e Bobby Fisher disputaram uma partida do campeonato mundial de xadrez e, em 1995, se realizou o campeonato do mundo de andebol).

É o local do Secret Solstice (Solstício Secreto), um dos maiores festivais anuais de música de REIQUIAVIQUE.

9. MUSEU DE ESCULTURA

Nos limites do vale, um dos pólos do Museu de Arte de Reykjavík, o Museu de Escultura Ásmundur Sveinsson, antiga casa e local de trabalho do escultor que a concebeu inspirado nas pirâmides do Egito e nas mesquitas do Médio Oriente.

Museu-escultura-Reykjavik

O edifício está rodeado por um jardim com várias esculturas impressionantes que podem ser usufruídos e apreciados livremente.


REIQUIAVIQUE: Que Fazer

1.  PORTO VELHO DE REYKJAVIK

O Porto Velho de REIQUIAVIQUE situa-se por trás da moderna Sala de Concertos e Centro de Conferências Harpa.
É um espaço revigorado, com hotéis, bares e muita animação noturna, além de espaços museológicos como o Saga Museum, o Museu Marítimo, o Museu de Arte, o Museu de Fotografia, A Biblioteca e Arquivo Nacional e o Aurora Reikjavik, um centro multimédia educacional e recreativo sobre a Aurora Boreal, as Northern Lights (Luzes do Norte).

2.  AURORA BOREAL – Northern Lights

Aurora-Islandia

Grótta, no extremo noroeste de REIQUIAVIQUE, junto ao farol, é uma reserva natural frequentada por muitas espécies de aves, muito popular entre locais e forasteiros por ser um dos locais sem poluição luminosa, próximo da cidade, onde é possível observar o fenómeno das auroras boreais em noites favoráveis, sobretudo no inverno.
Fica a pouco mais de 4 km e a cerca de 15 minutos de transporte do centro da cidade.

Nas noites em que a previsão de ocorrência das auroras boreais é muito favorável, são seleccionados bairros na cidade onde as luzes das ruas são desligadas, durante por exemplo uma hora, para permitirem uma exposição e observação ótimas do espetacular fenómeno.

3.  ILHA VIDEY

Ilha-Videy

No Porto Velho de REIQUIAVIQUE, por trás da Sala de Concertos e Centro de Conferências Harpa, como em Laugarnes, há ligação de barco com a Ilha Videy, que damos a conhecer no post que justificadamente lhe dedicamos.

⇑ Topo

Sobre a ISLÂNDIA:
==> FAXAFLOI: Viagem pela Baía de Reiquiavique
==> VIDEY: Roteiro pela Ilha
==> AKUREYRI: Norte da Islândia | Que Ver e Fazer
Outros Destinos:
==> AÇORES: Roteiro de Viagem
==> LONDRES: Roteiro de Viagem
==> ESCÓCIA: Roteiro de Viagem

 

26 thoughts on “Reiquiavique | Que Ver e Fazer | Visitar Reykjavik

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: