Astúrias | Roteiro de Viagem | Visitar Astúrias

As ASTÚRIAS, ou Principado das Astúrias, é uma comunidade autónoma localizada a noroeste de Espanha, na costa do Mar Cantábrico, entre a Galiza, a oeste, e a Cantábria, a este. Oviedo, a capital, ocupa uma posição geográfica central. Gijón, é uma importante cidade portuária e a mais populosa da região.

Uma região herdeira de um notável património natural e cultural e de uma beleza singular, com ótimas praias ao longo de uma costa por vezes rude e recortada, e cordilheiras com picos que sobem aos 2.400 metros – os Picos da Europa.

Valdeon-Picos-Europa

Informações Úteis:
Como chegar – O Aeroporto das Astúrias, em Castrillón, dista pouco mais de 27 km de Avilés, 43 km de Gijón e 46 km de Oviedo. Opera essencialmente voos domésticos e, sobretudo, no verão, também voos internacionais. O comboio, como veremos, pode ser uma alternativa interessante.
Gastronomia – A fabada asturiana é o prato por excelência da cozinha das ASTÚRIAS. Confecionado à base de feijão branco, enchidos, toucinho e pernil de porco, é servido com as carnes à parte, e tem algumas semelhanças com a feijoada à portuguesa. Também se apresenta nas suas variantes de fabada de chavali ou de amêijoas.O pote asturiano é outro dos pratos fortes da região, um cozido preparado em panelas de ferro (potes) à lareira e servido em pratos de sopa, parecido com o cozido à portuguesa. Dada a grande exposição ao mar Cantábrico ao longo de uma linha de costa de mais de 200 km, é de considerar enorme variedade de peixe fresco e marisco. Tudo muito bem regado com sidra.

Destinos Próximos: 
==> SANTILLANA DEL MAR: Roteiro + Dicas de Viagem
==> SANTANDER: Roteiro + Dicas de Viagem

Mapa ASTÚRIAS

ASTÚRIAS: Costa Verde

A Costa Verde, nas ASTÚRIAS, é uma região turística que combina natureza, lazer e boa gastronomia, numa paisagem de montanha e mar, com enormes picos e falésias e praias de areia dourada a perder de vista.

Ao longo da costa de quase 350 quilómetros, vamos encontrar cidades e vilas marítimas com belos portos e baías, e aldeias de pescadores com o seu típico casario colorido.

EL TRANSCANTÁBRICO

O famoso “El Transcantábrico”, o primeiro comboio turístico de Espanha, um dos mais prestigiados no mundo, percorre a costa do mar Cantábrico entre Ferrol e Bilbau, atravessando as ASTÚRIAS, com passagem e/ou paragem em algumas destas localidades.

A alternativa, bem mais económica, usufruindo da mesma paisagem (que não dos mesmos requintes), e da liberdade de programar a viagem a gosto, é viajar nas pequenas composições FEVE, os comboios que operam a ferrovia de bitola estreita, ligando Ferrol a Bilbau (por Ortigueira, Ribadeo, Gijón, Oviedo, Llanes, Santander) e Bilbau a Léon.


ASTÚRIAS: O que Ver

Oviedo, a capital das ASTÚRIAS, localiza-se no centro do Principado, oferecendo acesso fácil a toda a região.
Uma cidade encantadora, de que falamos aqui em ==> OVIEDO: Roteiro de Viagem.

Astúrias Ocidentais

À medida que progredimos na costa ocidental das ASTÚRIAS, desde a fronteira com a Galiza até Cabo de Peñas, o ponto mais setentrional da região, vamos descobrindo faróis e falésias ao longo da costa e aldeias, vilas, cidades como Vegadeo, Navia, Luarca, Cudillero ou Avilés.
As praias de Tapia de Casariego (um dos locais mais procurados pelos praticantes de surf e windsurf), Los Campos, A Ribeiria, Porcia, Torbas, Arnao, Salinas, pontuam a paisagem dourada do litoral, enquanto as Reservas, Natural de Somiedo e Biológica de Muniellos, marcam a paisagem verdejante do interior.

1.  VEGADEO/VEIGA

Vegadeo ou Veiga (em galego), o primeiro município do Principado das Astúrias a adotar o galego como língua oficial, é uma vila piscatória no limite ocidental da região, na vizinhança de Ribadeo, na Galiza. O estuário do Rio Eo une mais que separa os vizinhos, e serve de fronteira entre as duas comunidades autónomas.
De ambos os lados há belas praias de areia dourada para desfrutar.

2.  NAVIA

Navia-RioPorto-vista

O estuário do rio Navia é todos os anos, em agosto, palco de vários eventos de natação. O Estuary Swim, cuja primeira edição data de 1958, é um desses eventos com prestígio internacional e capacidade para atrair nadadores de todo o mundo.

Navia é terra natal do poeta Ramón de Campoamor, a quem foi dedicado o Teatro Campoamor, de Oviedo, e local de passagem dos peregrinos do Caminho de Santiago.

Como Vegadeo, Navia é uma das localidades das Astúrias onde se fala o galego e não o asturiano.

3.  LUARCA

Luarca-rio

Luarca, conhecida como a Vila Branca da Costa Verde, situa-se a cerca de 40 km de Cudillero e 94 km de Oviedo.
Uma bonita localidade com um pequeno porto, onde sobressai domina a cor branca das casas espalhadas numa enseada entre falésias sobranceiras ao pequeno rio que atravessa a vila ligada por várias pontes.

A dimensão asturiana e o caráter tradicional da vila de Luarca estão bem patentes nos chigres, antigas tabernas das ASTÚRIAS que proporcionam aos visitantes a experiência da arte de beber sidra.

Luarca é também local de passagem do Caminho do Norte dos Caminhos de Santiago, contando com um albergue de peregrinos a cerca de dois quilómetros.

4.  CUDILLERO

Cudillero-lota-pescado

Cudillero é uma comunidade piscatória de grande beleza pelo seu enquadramento natural e pelo casario característico suspenso nas falésias a emoldurar uma pequena praça onde desembocam ruas e ruelas estreitas e sinuosas…
… Como mostramos aqui em:  CUDILLERO: Roteiro de Viagem.


ASTÚRIAS Orientais

Prosseguindo para oriente, descobrimos aldeias piscatórias como Luanco, ou Candás, cidades como Gijón, Ribadesella ou Llanes, até ao “Pueblo ejemplar” (Prémio Princesa das Astúrias 2015) de Colombres, quase no limite com a região autónoma da Cantábria.
E praias fantásticas como San Lorenzo, em Gijón, Rodiles, Lastres, Cuevas del Mar, Torimbia, ou Toró e Cué-Antilles, em Llanes.
No interior, o Parque Nacional dos Picos da Europa, os Lagos de Covadonga e a cidade de Cangas de Onis, a primeira capital das ASTÚRIAS

1.  GIJÓN

Gijón é a segunda maior cidade das ASTÚRIAS e a primeira em número de habitantes.
Uma bonita cidade portuária que mostramos aqui em:  GIJÓN: Roteiro de Viagem.

2. RIBADESELLA

Ribadesella é uma pequena cidade junto ao Mar Cantábrico, com uma bonita baía na desembocadura do rio Sella, e uma das melhores praias urbanas do norte de Espanha, muito procurada por turistas e locais.

Anualmente, em agosto, realiza-se a Descida Internacional do Sella, um evento que junta remadores de todo o mundo numa prova ao longo dos 20 km finais do rio Sella, que nasce nos Picos da Europa, atravessa Cangas de Onis, antes de desaguar no Mar Cantábrico.

3.  ARRIONDAS

Arriondas é uma pequena vila na confluência dos rios Piloña e Sella, a cerca de 9 km a noroeste de Cangas de Onis e a 19 km de Ribadesella.
É aqui que tem início a Descida Internacional do Sella, um evento de grande importância para a região, pela sua capacidade de atração turística.

4.  CANGAS DE ONIS

Cangas de Onis, a principal porta de entrada dos Picos da Europa, foi a primeira capital da região das ASTÚRIAS e a ponte romana a imagem mais icónica de ambas.

5.  PICOS DA EUROPA

Deixando Cangas de Onis, podemos começar por penetrar o impressionante desfiladeiro de Los Beyos, e prosseguir à descoberta do Parque Nacional dos Picos da Europa aqui neste  ==> Roteiro: Picos da Europa.


ASTÚRIAS: O que Fazer

1.  ROTA DO CARES

A Rota do Cares é um dos trilhos mais populares do Parque Nacional dos Picos da Europa.
Descrevêmo-la aqui em  ==>  RUTA DEL CARES: Picos da Europa.

2.  ROTA DA SIDRA

A sidra é uma bebida alcoólica obtida a partir da fermentação do sumo da maçã, muito popular nas ASTÚRIAS.
Servir um “culín” à maneira asturiana, servir um copo de sidra com o braço esticado e o menor desperdício, é uma arte reservada aos mais experimentados e um ritual divertido indissociável do folclore da região.

Na Rota da Sidra é possível conhecer como se produz a sidra, “malhar” a maçã (no outono), visitar fábricas e lagares, conhecer os locais de venda e saborear a melhor sidra.
E visitar o Museu da Sidra, em Nava, a meio caminho entre Cangas de Onis e Oviedo.

3.  CAMINHOS DE SANTIAGO

O Caminho do Norte que faz parte de uma das rotas dos peregrinos para Santiago de Compostela atravessa toda a costa das ASTÚRIAS de Tapia de Casariego a Colombres, com extensão a Oviedo.
Uma rota que permite o contacto com a cultura tradicional asturiana, através das suas construções típicas, como os espigueiros e as mansões nativas, os albergues, os hospitais de peregrinos e as igrejas.

Trilhar os Caminhos de Santiago, quaisquer que sejam as motivações, é uma experiência inolvidável de que falaremos em próximos posts.

⇑ Topo

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: