Pirenéus | Ordesa e Monte Perdido | Visitar Pirenéus

Os PIRENÉUS são uma imensa cadeia montanhosa que se estende ao longo de 450 Km, desde o Mar Cantábrico (Golfo da Biscaia, a ocidente) até ao Mar Mediterrâneo (a oriente).
O Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido integra o sítio do Património Mundial UNESCO sob a designação Pirenéus – Monte Perdido.

Com os seus picos de mais de 3000 metros de altitude, os PIRENÉUS formam uma barreira natural entre a Península Ibérica (Portugal e Espanha) e o restante continente europeu, fixando a linha de fronteira entre a Espanha e a França, interrompida, junto à Catalunha, pelo microestado de Andorra .

Ordesa-Monte-Perdido

PARQUE NACIONAL DE ORDESA E MONTE PERDIDO

O Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido localiza-se em Aragão, na província de Huesca.
Integram o Parque, para além do maciço do Monte Perdido e do Vale de Ordesa, o Canyon de Añisclo, as Gargantas de Escuaín e o Vale de Pineta.

Regime de entrada

Livre.

Como chegar

Conforme informação do portal oficial de turismo e o mapa de acesso do governo de Espanha, o acesso ao Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido, deverá efetuar-se a partir de Torla, Escalona, Escuaín, Tella ou Bielsa, dependendo da zona que se pretenda conhecer, vale de Ordesa, canyon Añisclo, vale de Escuaín ou vale de Pineta.

GR11 – DE TORLA A GORIZ

Torla é um dos acessos mais populares e mais concorridos ao Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido, e aquele que escolhemos para fazer o troço da Grande Rota – GR11, que nos levará até ao Refúgio de Goriz.

Um troço de cerca de 18 km, que pode ser percorrido em aproximadamente 4 horas, com um perfil que podemos considerar moderado tendo em conta que é um pouco mais exigente no troço final da subida para Goriz.

Subimos o Vale de Ordesa ladeando o rio Arazas e descemo-lo, no regresso, pela Faja de Pelay e Senda de Cazadores, no cimo das falésias. Duas panorâmicas para uma beleza única.

TORLA

Torla é uma localidade encantadora, com uma serenidade medieval, mergulhada entre picos e florestas luxuriantes, a pouco mais de 1000 metros de altitude.
O Refúgio de Goriz, onde pernoitaremos, fica 1000 metros mais acima.

VALE DE ORDESA

O Vale de Ordesa é um extraordinário vale glaciar ladeado por falésias que se erguem majestosas, de um e outro lado, até aos 600 metros de altura, e por picos com mais de 3000 metros.

Senda-Cazadores-Ordesa

Senda-Cazadores

Cola de Caballo

No fundo do Vale corre o rio Araza que nasce próximo de Goriz, nas encostas do Monte Perdido, e desagua no rio Aras, junto a Torla.
Na descida para o vale, uma sucessão de belíssimas quedas de água, da famosa Cola de Caballo, no Circo de Soaso, passando pelas Gradas de Soaso, um conjunto de cascatas em degrau.

Circo-de-Soaso-Pireneus 

Senda de Cazadores

No cimo das enormes falésias que se erguem a pique até aos 600 metros, correm trilhos vertiginosos, como a Senda de Cazadores, que nos dão uma panorâmica deslumbrante de todo o vale e dos picos em redor.

Ordesa-vale

REFÚGIO DE GORIZ

O Refúgio de Goriz está estrategicamente situado no cruzamento de várias etapas da GR-11, possibilitando merecido repouso para o regresso ou as jornadas seguintes.
Além das dormidas disponibiliza duche, cozinha, bar e cafetaria, serviço de refeições, cobertores e armários/cofres para guardar o que possa dispensar-se na subida ao Monte Perdido.

Goriz-refugio

 

DE GORIZ AO MONTE PERDIDO

Retemperadas as forças, manhã cedo, a subida ao Monte Perdido.
São cerca de 4 km, em arrastado ziguezague para, ao cabo de cerca de 3 horas vencer o desnível de 1000 metros.
O Monte Perdido é o terceiro pico mais elevado dos Pirenéus, com 3355 metros de altitude. 

 

Monte-Perdido-panoramica

Se o tempo permitir, as vistas em redor são uma vez mais imponentes, deslumbrantes, magníficas. Se não, de cortar a respiração, pelo menos de a deixar em suspenso.

Brecha de Rolando

A Brecha de Rolando é uma grande falha natural com cerca de 40 metros de largura e 100 metros de altura, na fronteira entre Espanha e França, através da qual é possível apreciar o imenso anfiteatro formado pelo vale glaciar de Gavarnie, em território francês.

Balcón de Pineta

O Balcón de Pineta é um fantástico miradouro sobre o Vale de Pineta, no lado norte do Monte Perdido, no extremo este do Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido.

PIRENÉUS

Tal como fomos sublinhando no post anterior sobre Andorra, o pequeno estado no meio dos PIRENÉUS, também o Parque Nacional de Ordesa e Monte Perdido, atesta a beleza desta cordilheira magnífica que marca a fronteira entre a Península Ibérica e o resto da Europa.
Nada que as imagens ou as palavras possam traduzir com rigor, mesmo quando uma só imagem possa valer por mil palavras.

⇑ Topo

No coração dos Pirenéus:
==> Principado de ANDORRA

27 thoughts on “Pirenéus | Ordesa e Monte Perdido | Visitar Pirenéus

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: