Douro Vinhateiro | Roteiro + Dicas | Visitar Douro

No DOURO, norte de Portugal, situa-se a mais antiga região vinícola demarcada do mundo (1756), dez por cento da qual, Património Mundial UNESCO desde 2001, sob a designação de  Região Vinhateira do Alto Douro, Paisagem Cultural de excelência com uma área de cerca de 25 mil hectares, onde se produz o famoso Vinho do Porto.

O rio DOURO rasgou montanhas e vales, a mão humana moldou arribas e plantou vinhedos em socalcos solarengos, e o resultado é uma das mais impressionantes paisagens rurais e humanas que hoje celebramos com o néctar dos deuses.

Um lugar, para muitos, encantado, que inspirou Agustina Bessa-Luís e Manoel de Oliveira, em Vale Abraão, e viu nascer Miguel Torga, em São Martinho de Anta, que haveria de confessar: “Só tenho pena de morrer por causa desta paisagem”.

Douro-Portugal
DOURO. Pinhão. Vista panorâmica a partir do Miradouro de Casal de Loivos, paisagem que a BBC de Londres considerou como uma das mais bonitas do mundo

Informações Úteis

Como chegar – A partir da cidade do Porto (servida pelo Aeroporto Francisco Sá Carneiro), chega-se à Régua (cerca de 110 km), de barco (a partir do cais de Vila Nova de Gaia), de comboio (estação de São Bento, Porto), de autocarro ou de carro, pela A4 ou pela N222, uma estrada paralela ao rio Douro, na margem sul, ou ainda de helicóptero, sendo possível combinar vários destes meios de transporte.
Cruzeiros no Douro – Passeios de barco no DOURO, entre Vila Nova de Gaia e Barca de Alva, com programas completos, que incluem dormida, refeições temáticas e visitas a monumentos, quintas e solares com provas de vinhos, ou programas mais reduzidos, a partir de pontos intermédios como Peso da Régua ou Pinhão.
Gastronomia –  O peixe frito ou de escabeche do rio Douro, o bacalhau, o cabrito assado no forno com batata e arroz, o javali estufado, a perdiz no espeto, a posta mirandesa, o cozido à portuguesa, a feijoada à transmontana, o arroz de cabidela, o arroz de favas, o pão tradicional de milho e centeio e a broa de milho, acompanhados com vinho verde ou maduro da região e rematados com doces conventuais, pão de ló e queijo e um cálice de vinho do Porto, são algumas das inúmeras iguarias gastronómicas da região do DOURO.
Temperatura – As temperaturas médias do ar ao longo do ano no DOURO oscilam entre mínimas de 5ºC e máximas de 25ºC, ocorrendo as mais elevadas entre Maio e Outubro.


REGIÃO DEMARCADA DO DOURO

A Região Demarcada do Douro, é uma vasta área de 250 mil hectares, entre Barqueiros (Mesão Frio) e Barca de Alva (Figueira de Castelo Rodrigo), que se entende ao longo do rio Douro e seus afluentes.

REGIÃO VINHATEIRA DO ALTO DOURO

A Região Vinhateira do Alto Douro, conforme designação inscrita na lista do Património Mundial da Humanidade, da UNESCO, é uma área de cerca de 25 mil hectares (dez por cento da Região Demarcada do Douro), uma língua ao longo do rio, abrangendo vários municípios entre Mesão Frio e Vila Nova de Foz Côa.


DOURO: O que visitar

1.  CAVES DO VINHO DO PORTO

Podemos começar (ou terminar) o nosso roteiro pelo DOURO, provando um cálice de Vinho do Porto numa das Caves do Vinho do Porto em Vila Nova de Gaia, ou numa das “quintas” da região do Douro Vinhateiro.

Caves-Vinho-Porto

Barcos-rabelo-douro
BARCOS RABELO. Transportavam as pipas de Vinho do Porto desde a região do DOURO até às Caves, em Vila Nova de Gaia. (Nota: as pipas nunca vinham cheias para, em caso de acidente, poderem flutuar)

2.  PESO DA RÉGUA

Peso da Régua (ou Régua, na sua forma sincopada) corresponde ao núcleo central da Região Demarcada do Douro.
Aqui estão sediadas a Casa do Douro, associação vocacionada para os pequenos e médios produtores de vinhos generosos e de pasto, e o Museu do Douro.

Regua-Douro

Douro-Museu
Museu do DOURO

O Museu do Douro é um museu de território cuja missão é reunir, conservar, classificar e divulgar o imenso património da região do DOURO, tendo em vista o desenvolvimento sociocultural e a promoção da Região Demarcada do Douro e do Vinho do Porto.

Eclusa-Barragem-Regua
ECLUSA DA BARRAGEM DA RÉGUA. As embarcações ficam retidas alguns minutos, subindo ou descendo, para ajustamento ao desnível do rio.

3.  PINHÃO

A vila do Pinhão situa-se a menos de 30 km de Peso da Régua, e é nela que se concentram as maiores quintas e solares ligados à produção de Vinho do Porto.

Pinhao-estação

A estação de caminho de ferro do Pinhão é certamente uma das mais bonitas do país, com os seus belos painéis de azulejos retratando a paisagem e a faina das vindimas no DOURO.

Douro- Quinta

A maior parte dos roteiros turísticos inclui visitas guiadas às quintas do DOURO com provas de vinhos da região, de que se destaca naturalmente o Vinho do Porto.

4.  LAMEGO

Lamego-cidade

Lamego-miradouro-boa-vista

O Miradouro da Boa Vista, em Lamego, na margem sul do rio Douro, é outro dos locais privilegiados de onde se obtêm vistas fantásticas sobre a cidade, os socalcos das vinhas do Douro e o Peso da Régua, ao fundo, na margem norte.

5.  BARCA DE ALVA

Barca de Alva é uma aldeia do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, inserida no Parque Natural do Douro Internacional, junto à fronteira com Espanha.
Possui um cais fluvial a partir do qual é possível navegar o rio Douro até à foz, no Porto.
A ligação por caminho de ferro, no troço Barca de Alva-Pocinho da Linha do Douro, foi encerrado em 1988.

Barca-Alva


DOURO: O que fazer

A rede de miradouros e percursos pedestres da região do DOURO, permite-nos percorrer as rotas do Vinho do Porto, as aldeias típicas e os vinhedos no seu habitat de arribas e socalcos, e usufruir de vistas deslumbrantes e únicas.

MIRADOUROS

–  Peso da Régua:               Santo António e São Leonardo da Galafura
–  Mesão Frio:                     São Silvestre
–  Lamego:                           Boa Vista
–  Tarouca:                           Cristo Rei
–  Armamar:                        São Domingos
–  Alijó:                                 Senhora da Piedade e Casal de Loivos
–  Carrazeda de Ansiães:  Rota do Douro
–  São João da Pesqueira:  São Salvador do Mundo e Sra das Neves

PERCURSOS PEDESTRES

–  Lamego:               Mazes – Rio Santo
–  Tabuaço:              Barcos – Quinta do Monte Travesso e Barcos – Adorigo
–  Sabrosa:               São Martinho de Anta – Garganta
–  Sabrosa e Alijó:  Provesende – Pinhão.

PATRIMÓNIO

BARCO RABELO

Barco-Rabelo-Douro

O Barco Rabelo é também património preservado do DOURO. Uma viagem ao passado que podemos testemunhar com um passeio em vários trechos do rio.

⇑ Topo

Tema relacionado: 
--> Roteiro pela cidade do PORTO 

32 thoughts on “Douro Vinhateiro | Roteiro + Dicas | Visitar Douro

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: