Pico: Açores | Roteiro de Viagem | Visitar Pico

A ilha do PICO é a segunda maior do arquipélago dos Açores, medindo 46,2 km de comprimento e 15,8 km de largura máxima.
Forma, com as ilhas do Faial e de São Jorge, as chamadas “ilhas do Triângulo” do Grupo Central, que se completa com as ilhas Terceira e Graciosa.

A Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, é Património da Humanidade pela UNESCO, desde 2004.

Em As Ilhas Desconhecidas, Raul Brandão elege o PICO como a mais bela ilha dos Açores, “uma estátua erguida até ao céu e amolgada pelo fogo”.

Pico, Montanha

Informações Úteis:

Como chegar – A ilha do PICO é servida por um aeroporto regional com ligações diretas ao continente, distando cerca de 10 km da Madalena e de 15 km de São Roque do Pico, concelhos com ligação marítima às restantes ilhas do arquipélago dos Açores.
Como se deslocar – A linha de costa da ilha é de cerca de 150 km pelo que é fácil percorrê-la completamente com carro alugado, táxi ou mesmo transporte público.
Montanha do PICO – O trilho de acesso ao cume da Montanha, entre os 1230 mts e 2351 mts de altitude, numa extensão de cerca de 3,8 km, com grau de dificuldade elevado, pode fazer-se com guia ou de modo autónomo; neste caso, é necessário o preenchimento e entrega de um formulário sujeito a autorização, na Casa da Montanha, onde todos os visitantes fazem o registo de subida, situada a 1100 mts, com bar e vista panorâmica. Limites de visitantes: 160, em simultâneo; 320, diário.
Gastronomia –  O polvo guisado com vinho de cheiro, a molha de carne, a linguiça com inhame, os caldos de peixe, o queijo de vaca, o bolo de milho, o mel de incenso, os figos vermelhos, as aguardentes, os licores e os afamados vinhos do PICO, compõem as principais iguarias da ilha.

Mais sobre os AÇORES: 
--> Roteiro FAIAL
--> HORTA: Que ver Que fazer

--> Roteiro SÃO JORGE
--> Roteiro TERCEIRA
--> ANGRA DO HEROÍSMO: Que ver Que fazer

--> Roteiro FLORES
--> CORVO: Que ver Que fazer

--> Roteiro SÃO MIGUEL 
--> PONTA DELGADA: Que Ver Que Fazer 
--> SETE CIDADES: Que Ver Que Fazer 
--> FURNAS: Que Ver Que Fazer

PICO: Roteiro pela Ilha

PICO: Que Visitar

A paisagem do PICO é dominada por extensos campos de lava chamados “mistérios“, por serem vistos como incompreensíveis e misteriosos, “lajidos“, os mais planos, ou “biscoitos“, os mais irregulares. Expressões que continuam a marcar a linguagem das gentes e a toponímia dos lugares.

1.  MONTANHA DO PICO

A majestosa montanha vulcânica que dá nome à ilha, é a grande referência do PICO, dominando completamente a sua topografia.
Situa-se na metade ocidental da ilha, é Reserva Natural desde 1982, e eleva-se até aos 2350 metros, sendo o sítio de maior altitude em Portugal..

Vista do Pico, a partir da Horta

Pico: Ilha e Montanha

As imagens foram obtidas a partir da Horta, na ilha do Faial, que para lá da sua beleza natural nos proporciona um fantástico miradouro sobre a fantástica ilha e montanha do PICO.

Pico, Montanha

2.  PAISAGEM DA CULTURA DA VINHA DO PICO

Como referimos, a Paisagem da Cultura da Vinha do PICO foi, em 2004, inscrita pela UNESCO na lista do Património Mundial.
Neste cenário magnífico de extensos campos de lava, o Lajido da Criação Velha e o Lajido de Santa Luzia são dois sítios emblemáticos de extrema riqueza e beleza natural e paisagística, constituindo excelentes exemplos da arquitetura tradicional ligada à cultura da vinha.

Vinhas do Pico

Vinha do Pico

Os “currais“, como aqui são designados, são uma fantástica rede de longos muros de pedra, erguidos para proteger as videiras dos ventos marítimos salgados, plantadas nos milhares de pequenos recintos retangulares encostados entre si.

Uma paisagem única, absolutamente deslumbrante, que em dias solarengos faz sobressair as cores cinzento escuro da rocha lávica, verde amarelado da vegetação, azul celeste do oceano, numa concertação digna dum paraíso.

3.  MADALENA

A Madalena situa-se no extremo ocidental da ilha do PICO. É um importante pólo de comunicação e comércio devido ao seu porto marítimo e à proximidade com a ilha do Faial.

Pico, Porto Marítimo da Madalena
PICO. Porto Marítimo da Madalena, vendo-se os dois ilhéus, Deitado e em Pé, e ao fundo, a Ilha do Faial
Madalena do Pico, Porto Marítimo
PORTO DA MADALENA DO PICO. Travessia para o porto da Horta, na ilha do Faial
Pico, Igreja Matriz da Madalena
PICO. Igreja Matriz da Madalena (séc. XVIII), o maior templo da ilha
Pico, Madalena, Casa dos Ilhéus
PICO, Madalena. Belíssimo exemplar da arquitetura local
Pico, Jardim dos Maroiços
PICO, Madalena. Jardim dos Maroiços (construções formadas por amontoados de pedras)

4.  SÃO ROQUE DO PICO

São Roque do Pico é sede de concelho e situa-se na costa norte da Ilha. A sua história está intimamente ligada à actividade baleeira como testemunha o Museu da Indústria Baleeira, sediado na antiga fábrica que produzia derivados da baleia.

Possui um porto de ligação com as restantes ilhas e oferta turística relacionada com o mar.

São Roque do Pico, vista panorâmicaMarginal de São Roque do Pico

Museu da Indústria Baleeira, São Roque do Pico
SÃO ROQUE DO PICO. Museu da Indústria Baleeira e Monumento aos Baleeiros
São Roque do Pico, Pousada da Juventude
SÃO ROQUE DO PICO. Jardim Municipal e Igreja do Convento de São Pedro de Alcântara (Pousada da Juventude)
São Roque do Pico, Igreja Matriz
SÃO ROQUE DO PICO. Igreja Matriz.
Piscinas de Santo António, São Roque do Pico
SÃO ROQUE DO PICO. Piscinas de Santo António

5.  LAJES DO PICO

Lajes do Pico situa-se na costa sudeste da ilha e é, como Madalena e São Roque do Pico, uma das três vilas sedes de concelho.
A sua história está sobretudo ligada à caça da baleia e às indústrias relacionadas com a atividade baleeira. Possui um pólo do Museu dos Baleeiros e o Centro de Artes e Ciências do Mar, instalado na antiga Fábrica da Baleia.

Uma das suas principais ofertas turísticas está relacionada com a observação de cetáceos.

Lajes do Pico, marginal

Arte baleeira, Lajes do Pico
LAJES DO PICO. Referência à arte baleeira reunida no Museu Regional
Igreja Matriz de Lajes do Pico
LAJES DO PICO. Igreja da Santíssima Trindade (séc. XIX)

 


PICO: o que fazer

Trilhos pedestres

Numa ilha com um enorme potencial para o turismo de natureza, o PICO tem homologados mais de uma dezena de trilhos pedestres que são uma forma excelente de explorar e conhecer os mais belos recantos da ilha, por entre cores contrastantes, vinhedos, adegas, pomares, dragoeiros, campos de lava, “mistérios”, “biscoitos”, “lajidos”, lagoas, piscinas naturais e mar a perder de vista.

Três desses trilhos foram criados na Paisagem da Cultura da Vinha do Pico: PR1 – Caminhos de Santa Luzia; PR5 – Vinhas da Criação Velha; e PR10 – Santana – Lajido.
O PR5 – Vinhas da Criação Velha, foi mesmo considerado pela  editora de guias de viagem independentes, BootsnALL, um dos oito trilhos únicos do Mundo.

Poço de Maré, Pico
PICO. Poço de Maré

Dragoeiro, PicoPaisagem rural, Pico

Pico, percurso pedestre
PICO. Trilho pedestre homologado

Pés ao caminho!

⇑ Topo

Mais sobre os AÇORES: 
--> Roteiro FAIAL 
--> HORTA: Que ver Que fazer

--> Roteiro SÃO JORGE
--> Roteiro TERCEIRA
--> ANGRA DO HEROÍSMO: Que ver Que fazer

--> Roteiro FLORES
--> CORVO: Que ver Que fazer

--> Roteiro SÃO MIGUEL 
--> PONTA DELGADA: Que Ver Que Fazer 
--> SETE CIDADES: Que Ver Que Fazer 
--> FURNAS: Que Ver Que Fazer

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: