Luxor: Egito | Templo de Luxor | Visitar Luxor

LUXOR é a cidade-museu que ocupa parte da antiga cidade de Tebas capital do Antigo Egito durante o Império Novo (séc. XVI a.C.-séc. XI a.C).
Situa-se junto ao Nilo a cerca de 660 km a sul do Cairo e 240 km a norte da Barragem de Assuão.
Sob a designação de Tebas Antiga e sua Necrópole integra a lista do Património Mundial da Unesco.

Mais sobre TEBAS Antiga e sua Necrópole: 
--> Templo de KARNAK 
--> VALE DOS REIS e Vale das Rainhas 
--> Templo de HATSHEPSUT 
--> MEDINET HABU: Templo de Ramsés III 
--> COLOSSOS DE MEMNON e Ramesseum

LUXOR em imagens

Luxor, vista da cidade e do Nilo

Templo e margem oriental de LUXOR (ao fundo). Em primeiro plano, os barcos típicos que ligam as duas margens

Luxor, vista do TemploTemplo de Luxor

A cidade, que muitos consideram o maior museu a céu aberto do mundo, é famosa sobretudo pelos monumentais templos de LUXOR e KARNAK e pela sua vasta necrópole, a segunda necrópole mais importante do Egito depois de Gizé, que inclui os Vales dos Reis e das Rainhas.


LUXOR o que ver

O rio Nilo divide LUXOR entre a margem oriental, outrora território dos vivos, e a margem ocidental reservada aos mortos.

  • Margem oriental:
    1.  TEMPLO DE LUXOR
    2.  AVENIDA DAS ESFINGES
    3.  TEMPLO DE KARNAK
  • Margem ocidental:
    4.  VALE DOS REIS e VALE DAS RAINHAS
    5.  TEMPLO MORTUÁRIO DA RAINHA HATSHEPSHUT
    6.  TEMPLO DE MEDINET ABU
    7.  COLOSSOS DE MEMNON
Planta de Luxor Antigo
LUXOR (East Bank, margem oriental): Templos de Luxor e Karnak ligados pela Avenida das Esfinges

1.  TEMPLO DE LUXOR

Contrariamente a outros templos do Antigo Egito cujos eixos principais se orientavam no sentido este-oeste, o TEMPLO DE LUXOR dispõe-se paralelamente ao curso do Nilo.
Ao longo dos milénios tem-se conservado como um dos principais lugares sagrados do Egito, servindo como centro de culto, os egípcios dos faraós, os pagãos romanos e gregos, os cristãos coptas e os muçulmanos. A mesquita do patrono de Luxor, Abu el-Haggag, foi construída dentro do TEMPLO DE LUXOR, à esquerda do pátio de Ramsés II.

Pilone do Templo de Luxor
Templo de LUXOR: Pilone (porta monumental) de Ramsés II

Respeitando a simetria que caracterizava a arte egípcia, existia à entrada do Templo de Luxor outra estátua e outro obelisco (mais pequeno) cuja história e destino desvendamos em CAIRO HISTÓRICO.

O Templo de Luxor data do séc. XV a.C., tendo sido abandonado depois da ocupação romana, coberto pelas areias do deserto e descoberto no final do séc. XIX.
O monumento considerado uma jóia da arte mundial conserva testemunhos das várias fases da sua evolução, do tempo dos faraós ao período islâmico, compreendendo as épocas grega, romana e copta.

Planta do Templo de Luxor
(da dir. para a esq.): Pilone e pátio de Ramsés II; Colunata e pátio de Amenhotep III; Aposentos do Rei; Santuário
Templo de Luxor, panorâmica do interior
TEMPLO DE LUXOR: vista do pátio de Amenhotep. Ao centro, a colunata, o santuário da tríade de Tebas, a Mesquita, e o Pilone de Ramsés II (entrada principal)

Átrio do Templo de Luxor

Hall das colunatas, Templo de Luxor

Átrio Amenhotep, Templo de Luxor

2. AVENIDA DAS ESFINGES

Avenida das Esfinges, Luxor

A Avenida das Esfinges, ladeada de esfinges de rosto humano e corpo de leão, ligava os Templos de Luxor e Karnak, ao longo de cerca de 3 km.
Todos os anos o faraó deveria deslocar-se a Luxor para participar d’A Bela Festa de Opet, um festival que se crê estar relacionado com o renascimento e a fertilidade, altura em que a Avenida das Esfinges se enchia de enormes cortejos festivos.

LUXOR o que fazer

Atravessar o Nilo num dos seus barcos típicos e passear ao longo das suas margens,

percorrer a cidade e visitar os seus mercados tradicionais de especiarias, frutas e legumes, as lojas de antiquários e artesanato com pequenas esculturas de madeira ou cerâmica, imagens e hieróglifos em papiro, ou repousar num dos cafés com os característicos fumadores de ‘shisha’ ou num dos restaurantes para saborear as tradicionais comidas do Egito.

Visitar a Biblioteca e o Museu de LUXOR

dois modernos edifícios no centro da cidade. O acervo do museu é maioritariamente constituído por objetos, estátuas e estelas originários da antiga cidade de Tebas.

De LUXOR a KARNAK

Como vimos, o TEMPLO DE KARNAK fica a apenas cerca de 3 Km de distância do TEMPLO DE LUXOR. E mesmo que KARNAK seja mais grandioso, LUXOR não é menos imponente. A ligá-los, a belíssima Avenida (ou Alameda) das Esfinges de rosto humano e corpo de leão. Uma união mitológica a construir pontes entre o sagrado e o profano e caminhos numa viagem imperdível.

⇑ Topo

Mais sobre o EGITO:
--> CAIRO Roteiro: De Tahrir às Pirâmides
--> CAIRO Cidade: Que ver Que fazer
--> CAIRO Antigo: Bairro e Museu Copta
--> CAIRO Histórico: Al-Azhar, Cidadela

--> PIRÂMIDES: Gizé e Grande Esfinge 
--> PIRÂMIDES: Sakkara e Dahshur

--> MÊNFIS: Colosso de Ramsés e Esfinge
--> TEBAS: Necrópole | Colossos de Memnon
--> KARNAK: Templo de Karnak  --> VALE DOS REIS: Vale das Rainhas
--> DEIR EL-BAHARI: Templo de Hatshepsut
--> MEDINET HABU: Templo de Ramses III
--> EDFU: Templo de Horus
--> KOM OMBO: Templo de Horus e Sobek
--> ASSUÃO: Barragem e Lago Nasser
--> PHILAE: Templo de Ísis
--> ABU SIMBEL: Templo de Ramsés II

--> EGITO: Cruzeiro no Nilo
--> EGITO: Deserto
--> EGITO: Oásis
--> EGITO: Planear e Organizar Viagem 

 

26 thoughts on “Luxor: Egito | Templo de Luxor | Visitar Luxor

Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Powered by WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: